Pub

O árbitro algarvio Nuno Guerreiro decidiu inexplicavelmente terminar o encontro, na sequência de desentendimentos entre jogadores das duas equipas, mas sem que a sua integridade física fosse colocada em causa.

A equipa de Portimão, que subiu à Liga principal do futebol português, impôs-se aos ingleses do Brighton (13.º na última Liga inglesa), com um futebol prático e ao primeiro toque, criando várias oportunidades de golo.

O médio venezuelano Penã (ex-Sporting de Braga) abriu o ativo, aos 41 minutos, com um remate rasteiro e colocado ao poste mais distante da baliza inglesa, depois de conseguir fugir à marcação de dois adversários.

O segundo golo dos algarvios surgiu no segundo tempo (58 minutos), marcado pelo avançado Ivanildo, com um remate forte e colocado desferido de fora da área.

O Portimonense teve ainda várias oportunidades para dilatar o marcador, onde os avançados Ivanildo e Candeias (cedido pelo FC Porto) foram os mais perdulários.

Sob a arbitragem de Nuno Guerreiro (Algarve), as equipas alinharam:
– Portimonense: Pedro Silva, Vandi, Ruben, Moita, Lito, Alhassan, Pedro Moreira, Peña, Aragoney, Pelembe e Kadi.
Jogaram ainda: Nuno Santos, João Paulo, Di Fábio, Ricardo Pessoa, Jumisse, Elias, Ivanildo, Nilson, Pires, Candeias e Soares.

– Brighton: Poke, Elphick, Battipiedi, El-Abd, Bennett, Navarro, Barnes, Sparrow, Baz, Calderon e Painter.
Jogaram ainda: Kishyshev, Greer, Cook, Walker, Hart, Smith, Murray, Dicker, Hall e Holroyd.

Lusa

Pub