Pub

O sorteio das meias-finais da Taça de Portugal caprichou em colocar frente a frente o FC Porto ao Benfica, reeditando um duelo que foi uma constante ao longo da época, e o Belenenses ao Madeira SAD.

O FC Porto tem a possibilidade de concretizar a “dobradinha”, juntando a Taça de Portugal ao campeonato, mas o Benfica, de acordo com o seu treinador José António Silva, está muito “empenhado em vencer”.

“Não passa pela cabeça outro pensamento que não seja a vitória e o acesso à final”, disse à Agência Lusa José António Silva, que tem como principal preocupação “recuperar a equipa do ponto de vista físico e anímico”.

Em causa está o desgaste provocado por 20 jogos em 10 semanas, nem sempre com os resultados desejados, como o desaire na final da Taça Challenge, “que deixou marcas”, e o pouco tempo para descansar e treinar.

Wilson Davyes e Hugo Laurentino, jogadores do FC Porto, apostam tudo na “dobradinha”, apesar de anteverem um “jogo complicado”, frente a um adversário que “lutou pelo título e esteve na final de uma prova europeia”.

Hugo Laurentino quer “fazer história”, mas recorda que “o jogo com o Benfica é apenas o primeiro passo para a final. Teremos que defrontar uma das outras equipas que não são nada fáceis e convém recordar que o Xico venceu no ano passado sem ser favorito”.

“Não sei se vai ser um jogo entre as duas melhores equipas. O FC Porto é seguramente a melhor, pois é o campeão, quanto ao Benfica, não tenho tanta certeza, até porque foi o Madeira SAD que ficou em segundo lugar no campeonato”, defendeu Wilson Davyes.

Os treinador das equipas do Belenenses e do Madeira SAD, tal como Wilson Davyes, colocam algumas reticências sobre a questão da final antecipada entre o FC Porto e o Benfica e se este será o “jogo grande”.

“FC Porto e Madeira SAD foram os dois primeiros classificados no campeonato, pelo que, mesmo teoricamente, o FC Porto-Benfica não é a final antecipada”, sustenta o treinador do Belenenses, Luís Monteiro.

Sobre o jogo com o Madeira SAD, com início previsto para as 17:00 de sábado, após o FC Porto-Benfica (15:05), Luís Monteiro acredita que vai ser um “confronto equilibrado e rico em termos táticos e estratégicos”.

“O Madeira SAD tem construído uma equipa de forma sustentada e aparece bem nesta fase da época”, defendeu o treinador, recordando que no campeonato o Belenenses perdeu com os insulares por duas vezes (27-25 e 28-31).

Paulo Fidalgo, treinador do vice-campeão Madeira SAD, partilha de grande parte das ideias de Luís Monteiro, nomeadamente no que concerne ao mérito das equipas finalistas e ao equilíbrio esperado para o jogo com o Belenenses.

De acordo com Paulo Fidalgo, para ambas as equipas já é “um grande mérito” marcar presença na “final four”. “Recordo que o Madeira SAD eliminou fora o ABC de Braga e o Águas Santas e o Belenenses afastou o Sporting”, sublinhou.

Sobre o jogo com o Belenenses, o treinador do Madeira SAD acredita que irá ser equilibrado e resolvido em pormenores. “Num jogo destes, em campo neutro, não existe nenhum favoritismo”, defende.

– Meias-finais (sábado, 28 mai):

FC Porto – Benfica, 15:05.

Belenenses – Madeira SAD, 17:00.

– Final (domingo, 29 mai), 16:00.

– Quartos de final:

FC Porto – Sp.Horta, 35-27.

ABC – Madeira SAD, 24-26.

Belenenses – Sporting, 31-24.

Benfica – ISMAI, 37-30.

– Oitavos de final:

FC Porto – São Bernardo, 41-23.

Benfica – Xico Andebol, 35-27.

Belenenses – Fafe, 39-33.

Águas Santas – Madeira SAD, 21-22.

ABC – Marítimo, 25-22.

Sp.Horta – Sismaria, 35-18.

Acad.São Mamede – Sporting, 16-25.

ISMAI – Colégio 7 Fontes, 26-20.

Lusa

Pub