Breves
Inicio | Política | Primeiro-ministro diz que ‘Passeio das Dunas’ que une Quarteira a Vilamoura favorece coesão social

Primeiro-ministro diz que ‘Passeio das Dunas’ que une Quarteira a Vilamoura favorece coesão social

Foto © Luís Forra/Lusa
Foto © Luís Forra/Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, inaugurou no sábado o Passeio das Dunas, obra que requalificou a zona do antigo bairro de pescadores de Quarteira e que liga Quarteira e Vilamoura.

Uma obra que António Costa considera importante e simbólica a vários níveis, tendo destacado o favorecimento da coesão social e territorial e a requalificação da beira-mar daquela freguesia algarvia.

Significa “o esforço naquilo que é o melhor que o Algarve tem para dar, que são os seus recursos naturais e a sua qualidade ambiental”, discursou o primeiro-ministro, acrescentando que “investir na proteção da natureza é investir no futuro do Algarve e é isso que mais valor tem sob o solo, acima do solo, no mar ou no ar”.

Esta foi a única alusão de António Costa à questão da exploração de petróleo, após ter ouvido os autarcas da Junta de Freguesia de Quarteira e da Câmara Municipal de Loulé assumirem uma posição contrária à prospeção e exploração de hidrocarbonetos na região.

António Costa ainda defrontou-se com uma manifestação popular sobre esta matéria na cidade de Loulé.

Foto © Luís Forra/Lusa
Foto © Luís Forra/Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vitor Aleixo, recordou que o Passeio das Dunas acaba com uma “barreira efetiva e psicológica que durante anos constituiu uma narrativa comprometedora para o turismo”.

A primeira fase do projeto do Passeio das Dunas, permitiu criar numa área de 17,7 hectares à beira-mar o reforço dunar, resolveu o problema de saúde pública que a Vala Real constituía para aquela zona, criou um passeio marginal de ligação a Vilamoura, espaços verdes e lazer, privilegia a circulação pedonal e de ciclistas e uma área de estacionamento.

O Passeio das Dunas substitui o antigo bairro dos pescadores de Quarteira, local onde existiam vários problemas sociais e que denegria a imagem turística da cidade de Quarteira, criando uma ligação mais harmoniosa entre Quarteira e Vilamoura.

A obra teve um custo de quatro milhões de euros, financiados pelo PO Algarve 21 com comparticipação de dois milhões e 845 mil euros pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Estão em fase de elaboração de projeto mais duas fases da requalificação do Passeio das Dunas.

O presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto, esclareceu que a segunda fase vai ligar o passeio das Dunas à Marina de Vilamoura, existindo um projeto ainda para a ligação ao anel dos hotéis de Vilamoura.

A terceira fase inclui a restruturação do Largo das Cortes Reais onde está o atual mercado do peixe e da fruta e a construção de um novo edifício para o mercados que ficará apetrechado com estacionamento subterrâneo e espaços de restauração.

Verifique também

Câmara de Loulé faz proposta para limitar urbanismo em zona central de Quarteira

O executivo camarário de Loulé vai propor, na reunião de hoje, a criação de uma …