Pub

A Lusa teve acesso a um despacho enviado a 16 de junho à Câmara de Portimão pela agora ex-secretária de Estado da Administração Interna, Dalila Araújo, onde se pode ler que o processo de videovigilância de Portimão está a “ser ultimado pelo Comando Distrital da PSP de Faro”.

O documento acrescenta que o projeto ficará depois em “condições de ser apresentado à Câmara de Portimão e, posteriormente, à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), para obtenção de parecer prévio”.

A ex-secretária de Estado informou a autarquia que o desejo de colocar câmaras de videovigilância em Portimão “obteve o apoio” do Ministério da Administração Interna, para “complemento de prevenção e redução da criminalidade, de incremento do sentimento de segurança e de apoio à investigação criminal”.

Dalila Araújo avisa, todavia, a autarquia de Portimão que a pretensão da colocação de câmara de videovigilância na Praia da Rocha será uma questão para “o novo Governo”, empossado esta terça-feira.

O presidente da Câmara de Portimão quer instalar até ao próximo verão câmaras de videovigilância na zona dos bares da Praia da Rocha e na baixa da cidade por temer que a marginalidade dispare com a crise.

Em entrevista à Agência Lusa, o autarca de Portimão adianta que foi apresentado um novo projeto que vai no sentido de instalar câmaras na Avenida Tomás Cabreira, que coincide com a área de diversão noturna da Praia da Rocha, e na zona da chamada “Rua das Lojas”.

Lusa
Pub