Pub

Quarto_hotelOs proveitos totais na hotelaria algarvia aumentaram 22,2% em abril e a taxa líquida de ocupação cama cresceu 8,4 pontos percentuais para 41,5%, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo nota o INE, os acréscimos das dormidas (+34,0%) foram superiores aos proveitos (+22,2%), tendo os “aumentos acentuados do total de dormidas” ocorrido em todas as regiões do Continente, embora “mais expressivos” no Alentejo, Algarve e Norte.

Como é habitual no mês da Páscoa, o Algarve foi a região mais procurada pelos residentes (26,9% das dormidas), seguindo-se Lisboa (20,9%) e o Norte (19,1%), sendo que relativamente aos não residentes o Algarve concentrou 36,9% das dormidas, seguido de Lisboa (28,9%) e da Madeira (17,1%).

O Algarve contribuiu assim no mês de abril para um aumento nacional de 20,2% nos proveitos totais dos estabelecimentos hoteleiros para 168,7 milhões de euros e de 20,4% nos proveitos de aposento para 115,2 milhões de euros.

com Lusa

Pub