Pub

“Nas perguntas que fizemos ao Governo tínhamos pedido a clarificação sobre que medidas e qual o orçamento para o Algarve do programa Impulso Jovem e dissemos que era preciso estender o Passaporte Emprego à região”, referiu ainda o deputado socialista.

O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, anunciou ontem que o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional, está a avaliar a possibilidade de utilizar verbas nacionais para que o programa possa ser desenvolvido no Algarve.

Miguel Freitas defende que a provisão orçamental para a execução das medidas na região deveria advir do orçamento da delegação regional do IEFP: “Todos os anos sobram 30% das verbas dos projetos existentes” e era a “essas verbas que se deveriam ir buscar esses fundos”.

Lembre-se que o programa Impulso Jovem possui um fundo superior a 344 milhões de euros (com recurso a verbas comunitárias) para 90 mil jovens, dando prioridade às regiões do Norte, Centro e Alentejo.

Rúben Oliveira com Lusa
Pub