Breves
Inicio | Sociedade | PSD/Algarve acusa Governo de fechar “canais de diálogo” e quer avançar com protestos

PSD/Algarve acusa Governo de fechar “canais de diálogo” e quer avançar com protestos

Segundo o PSD/Algarve esgotaram-se os “canais institucionais de diálogo e recusa por parte do Governo do PS em aceder ao repto lançado pela Comunidade Intermunicipal do Algarve para que a introdução de portagens na A22 fosse revista apenas quando concluída a requalificação da EN125 e consumada uma verdadeira alternativa rodoviária à Via Infante”.

Em comunicado de imprensa, o PSD/Algarve informa que está ser preparado, pela Comissão Política Distrital, um “conjunto de ações” que serão reveladas “em breve”.

As medidas que vão ser levadas a cabo não se opõem à posição de princípio da direção nacional do PSD que é a de haver um “tratamento de igualdade para todos os utilizadores de autoestradas SCUT conjugado com medidas de discriminação positiva nas regiões mais deprimidas”, acrescentam os sociais-democratas algarvios.

Os “efeitos negativos o Turismo e nas trocas comerciais entre o Algarve e a Andaluzia”, a “trapalhada em que se tornou o processo de pagamento” ou o “previsível aumento dos níveis de sinistralidade na EN125” são alguns dos argumentos do na luta contra as portagens.

O partido pediu ainda para o presidente dos socialistas algarvios para “clarificar a posição do PS regional, a favor ou contra as portagens na via do Infante”.

Este mês, seis representantes da Comissão de Utentes da Via do Infante trajados com batas, capacetes, óculos e auscultadores entregaram no Governo Civil um presente de Natal “envenenado” para contestar a introdução de portagens naquela estrada.

Lusa

Verifique também

Acidente com quatro carros na Via do Infante causa número indeterminado de vítimas

Uma colisão entre quatro veículos na Via do Infante (A22), junto ao nó de Boliqueime, …