Pub

PsdO presidente do PSD/Algarve informou hoje que vai pedir uma reunião de urgência com o secretário de Estado da Administração Local para debater alternativas ao previsto corte de três milhões de euros nas verbas para as autarquias algarvias.

Em comunicado, o líder distrital do partido afirma não aceitar que num só orçamento o Governo retire diretamente três milhões de euros às autarquias da região, adiantando que vai pedir uma reunião com António Leitão Amaro para debater fórmulas alternativas de apoio aos municípios algarvios.

Para o PSD/Algarve, os municípios algarvios têm sido duplamente penalizados, pela crise, que se reflete na quebra de receitas provenientes dos impostos e pela sobrecarga a que estão sujeitos na época de verão, quando a população praticamente triplica, obrigando-os a manterem as estruturas a funcionar.

Luís Gomes, que foi reeleito para a presidência da Câmara de Vila Real de Santo António, defende uma “atenção especial para o Algarve”, que é igualmente uma das regiões mais penalizadas pela crise, nomeadamente na área do emprego.

“É indispensável e urgente uma política potenciadora de investimentos na nossa região. O crescimento económico deve ser a nossa principal preocupação na implementação das verbas disponíveis do próximo Orçamento do Estado”, afirmou.

Aquele dirigente sublinhou não ignorar o esforço do Governo para que a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve conseguisse aumentar, para o período 2014/2020, as verbas provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Pub