Breves
Inicio | Igreja | Quase 3.000 pessoas acolheram a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Portimão

Quase 3.000 pessoas acolheram a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima em Portimão

Visita_portimao_imagem_peregrina_n_sra_fatima (1)
Foto © Samuel Mendonça

Quase 3.000 pessoas acolheram a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima no passado sábado em Portimão.

Oriunda de vários pontos do concelho de Portimão e não só, a multidão congregou-se no pavilhão Arena para a eucaristia, seguida de procissão.

Depois de ter sido recebida em Lagos na passada quarta-feira, onde permaneceu nos dias 24 e 25, a imagem da Virgem Maria passou no sábado por Odiáxere e pela Mexilhoeira Grande (tendo visitado a Aldeia de São José de Alcalar), antes de rumar a Portimão.

Depois de ter dado entrada no pavilhão Arena, a imagem foi retirada do carro e transportada pelo meio da multidão até ao altar.

Na eucaristia, o padre Mário de Sousa, que presidiu à celebração, referiu-se ao significado daquela visita. “Neste tempo de Natal temos a graça de acolher a imagem da Mãe do céu. Naturalmente que sabemos que é apenas uma imagem, mas representa alguém que nos é muito querido: a Mãe de Jesus, que Ele próprio nos deu por Mãe”, afirmou o pároco da paróquia matriz de Portimão, lembrando que todos traziam “tantas coisas” para “colocar no seu coração materno”.

A eucaristia vespertina da Festa da Sagrada Família terminou com a bênção das famílias, seguindo-se a procissão de velas com a imagem de Nossa Senhora. Recordando o dia do batismo, as velas acenderam-se a partir do círio do altar, simbolizando a luz de Cristo que se espalha e que ilumina a vida de todos aqueles que O recebem.

Durante a missa e a procissão rezou-se pelas famílias, sobretudo, pelas “que mais precisam de oração” e pelos seus membros mais frágeis e fragilizados. O cortejo seguiu do pavilhão Arena pela Rua Projetada à Caldeira do Moinho. Chegada à Estrada de Monchique, a imagem seguiu de carro até à igreja matriz de Portimão, tendo sido recebida pelo padre Mário de Sousa e por alguns paroquianos.

A imagem da Virgem de Fátima ficou ali até ontem às 14h, tendo seguido depois para Monchique, de onde sairá esta tarde para Lagoa.

We cannot display this gallery

Verifique também

Lausperene da Igreja algarvia concluiu-se com apelo a que se prossiga naquela iniciativa

A Igreja Católica algarvia concluiu na passada sexta-feira a cadeia de oração permanente ao Santíssimo …