Pub

Um comunicado do Automóvel Clube de Portugal (ACP), entidade promotora, sublinha a “interligação” da Guarda Nacional República com a organização do rali ao longo dos anos, que constitui uma das “chaves mais importantes para o sucesso da prova”.

A GNR voltará a ser a força de ordem responsável pelas zonas de circulação dos concorrentes na parte da estrada aberta, mas também no controlo e acesso às provas de classificação, zonas de espetáculo e ao Estádio Algarve, “palco” das “super especiais” de abertura e fecho.

O plano de segurança do Rali de Portugal começou a ser esboçado em “meados de março”, tendo os vários troços recebido visitas de inspeção para que fossem introduzidas as alterações necessários na versão final do Plano de Segurança da prova.

Lusa

Pub