Inicio | Igreja | Religiosos a trabalhar no Algarve celebraram o Dia do Consagrado

Religiosos a trabalhar no Algarve celebraram o Dia do Consagrado

Foto © Samuel Mendonça

Os consagrados – sacerdotes, irmãos ou irmãs, pertencentes a um(a) instituto/congregação religioso(a) – a trabalhar na Igreja do Algarve celebraram o Dia do Consagrado no passado dia 5 deste mês.

A iniciativa, realizada ainda no âmbito da Semana da Vida Consagrada que decorreu de 26 de janeiro a 2 de fevereiro, teve lugar naquele dia em Faro, com início na capela das Missionárias da Caridade com o acolhimento e a eucaristia, presidida pelo bispo do Algarve.

D. Manuel Quintas lembrou que a vida dos consagrados deve apontar para Cristo, “fonte da luz”. “É uma missão exigente, mas tão importante nos dias de hoje”, acrescentou, lembrando que o papa lhes pediu “que não fossem profissionais de Deus, do sagrado”, mas “verdadeiramente pais, mães, irmãos que semeiam a esperança no coração daqueles que encontram”. “Sem os consagrados este mundo não teria tanto sabor”, sustentou.

O prelado – também ele pertencente a uma congregação religiosa, a Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (dehonianos) -, recordou que a vida dos religiosos é marcada pela oração, consagração e eucaristia, mas, particularmente, pelo serviço aos outros. “Com o seu carisma, com a sua especificidade, por aquilo que os distingue uns dos outros, enriquecem a nossa diocese, antes de mais, por aquilo que são. Gostaria que hoje louvássemos o Senhor por este dom tão grande e tão precioso à nossa Igreja diocesana”, afirmou.

O bispo diocesano apelou à oração, não apenas naquele dia, mas “sempre”, por “aqueles que o Senhor já chamou e que procuram viver com fidelidade a sua consagração” e para que faça despertar na Igreja algarvia novas vocações de consagração.

Foto © Samuel Mendonça

A eucaristia, concelebrada também pelo padre Rui Tovar de Lemos e na qual participou também o diácono franciscano Elvino Pereira, contou ainda com a renovação dos votos de consagração de uma consagrada do Instituto Secular das Cooperadoras da Família que este ano celebra 50 anos de vida consagrada.

Foto © Samuel Mendonça

Depois da eucaristia seguiu-se, no Colégio de Nossa Senhora do Alto, a reflexão orientada pelo padre Rui Tovar de Lemos, subordinada ao tema daquele encontro “Ainda que todos te abandonem, eu não te abandonarei”. Partindo daquela promessa de São Pedro a Jesus destacou aos consagrados que o “essencial” da sua vida é o amor.

Após um momento de partilha e trabalhos de grupo, seguindo-se a adoração ao Santíssimo Sacramento.

As atividades de celebração do Dia do Consagrado, que incluíram ainda no dia 4 deste mês, uma vigília de oração na igreja de São Francisco, em Faro, foram promovidas pelo Secretariado Regional do Algarve da CIRP – Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal.

Foto © Samuel Mendonça

Na Diocese do Algarve existem cinco comunidades de consagradas fora de Faro – Instituto das Religiosas do Sagrado Coração de Maria (Silves), Franciscanas Missionárias de Maria (Porches), Dominicanas de Santa Catarina de Sena (Paderne), Congregação da Divina Providência e Sagrada Família (Quarteira) e Instituto das Irmãs de Santa Doroteia (Loulé) – e oito no concelho de Faro – Carmelitas Descalças (Patacão), Carmelitas Missionárias, Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas), Instituto Missionário Filhas de São Paulo (Paulinas), Missionárias da Caridade (Madre Teresa de Calcutá), Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus e Sociedade das Filhas do Coração de Maria.

Para além destes institutos de vida consagrada existe também o Instituto Secular das Cooperadoras da Família (Faro).

Foto © Samuel Mendonça

Relativamente aos institutos masculinos existem seis comunidades: a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) em Alvor, a Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos) em Vila Real de Santo António, a Congregação do Espírito Santo (Espiritanos) em São Brás de Alportel, a Ordem dos Frades Menores (Franciscanos) em Faro, a Companhia de Jesus (Jesuítas) em Portimão e Congregação do Santíssimo Redentor (Redentoristas) em Lagos.

Há ainda no Algarve a sociedade de vida apostólica Fraternidades de Nossa Senhora, em Olhão, e a associação privada de fiéis Fraternidade da Mãe de Deus, em São Bartolomeu de Messines.

Verifique também

Curso de Cristandade procurou levar 31 senhoras a (re)encontrarem-se com Deus

Realizou-se de 9 a 12 deste mês, na Casa de Retiros de São Lourenço do …