Breves
Inicio | Economia | Turismo | Retirada campanha do aeroporto de Faro que promovia destino francês

Retirada campanha do aeroporto de Faro que promovia destino francês

O Governo ordenou hoje a retirada de uma campanha publicitária do aeroporto de Faro publicada nas redes sociais que promovia um destino francês e convidava os destinatários a “fugir da confusão” do Algarve.

“O Governo, assim que tomou conhecimento da situação (…), pediu explicações à ANA e pediu de imediato que fossem tomadas medidas para retirar uma publicação que é contrária aos interesses do país, dos portugueses e da economia nacional”, lê-se numa nota do Ministério das Infraestruturas e da Habitação.

Segundo aquele Ministério, tutelado por Pedro Nuno Santos, a ANA “já promoveu uma averiguação sobre o que se passou e retirou de imediato a ligação em causa”, depois de deputados do PS e do PSD terem denunciado a campanha, que promovia a cidade francesa de Marselha e apelava a “fugir da confusão algarvia e descansar em França”.

As posições dos partidos foram expressas por dois deputados à Assembleia da República eleitos por Faro, com Cristóvão Norte (PSD) a criticar a campanha “difamatória” da região e a exigir que a “publicação seja de imediato removida” ou “desmentida” e Luís Graça (PS) a pedir “a suspensão imediata” dessa campanha pelo aeroporto de Faro.

O cabeça de lista do PSD por Faro às próximas legislativas garantiu ter recebido “dezenas de denúncias” sobre a campanha, “que exortava os seus destinatários a abandonarem a ‘confusão algarvia’ para se dirigirem a um destino de férias francês, assinalado como tendo marina, praias, água transparente e calor”.

Luís Graça, que é também presidente da Federação Regional do Algarve do PS, pediu “a suspensão imediata das campanhas patrocinadas pelo Aeroporto de Faro, promovendo destinos externos em alternativa ao Algarve”, e manifestou o seu descontentamento à tutela através de uma publicação nas redes sociais.

Entretanto, o presidente do Turismo do Algarve, João Fernandes, também condenou “veementemente” o conteúdo da campanha, por “atentar contra a imagem do principal destino turístico nacional”.

Lamentando o sucedido, aquele responsável manifestou, no entanto, “a sua confiança no aeroporto de Faro enquanto um dos principais parceiros empenhados no sucesso da operação turística no Algarve”.

Entretanto a agência de comunicação Brandworkers assumiu a “total responsabilidade” pela publicação da campanha publicitária e tinha sido previamente recusada por aquela entidade.

“A Brandworkers lamenta profundamente o impacto negativo causado pela publicação referida, recusada previamente pelo aeroporto de Faro”, lê-se num comunicado enviado pela agência.

Na nota, a agência de comunicação e publicidade, que dava apoio à gestão das redes sociais do aeroporto de Faro, assume ainda “a total responsabilidade por esta falha”.

com Lusa

Verifique também

Algarve escolhido como melhor destino de golfe do Mundo para 2020

A Associação Internacional de Operadores de Turismo de Golfe (IAGTO) escolheu o Algarve como “melhor …