Pub

Numa etapa em que o destaque luso vai para Paulo Gonçalves (Husqvarna), ao ser terceiro, Despres voltou ao comando da prova ao ser segundo na tirada, recuperando dos cinco minutos que tinha de atraso para Faria, ontem apenas oitavo a 8.15 minutos do vencedor da etapa, o espanhol Joan Barreda Bort (Husqvarna), e a sete minutos exatos de Despres.

“Fui num ritmo muito calmo. Sem arriscar nada para garantir que perdia o tempo suficiente para o Cyril passar para a frente, mas sempre a controlar os adversários, pois, em princípio, a equipa KTM vai dar luz verde para que eu, além de ter de cumprir o meu papel de `aguadeiro´ a 100 por cento, possa lutar por um lugar no pódio. Vamos ver as ordens nos próximos dias”, em declarações reproduzidas pela Federação de Motociclismo de Portugal (FMP).
Lusa

Pub