Pub

Além destes dois, o pelotão da “Algarvia” contará com mais seis ciclistas portugueses que representam equipas estrangeiras do primeiro plano mundial.

Rui Costa, eleito Desportista de 2012 pela Confederação do Desporto de Portugal, no ano em que foi o décimo do ranking WorldTour, e Tiago Machado, número 57 do Mundo em 2012 e décimo mundial após a primeira corrida de 2013, são as maiores esperanças para um triunfo luso na Volta ao Algarve, uma vez que já na última edição estiveram na discussão da camisola amarela até ao último dia.

Nas estradas algarvias estarão também outros emigrantes, como o vencedor da Volta a Portugal de 2011, Ricardo Mestre, a correr pela primeira vez na região de onde é natural com a nova camisola da Euskaltel-Euskadi.

Sérgio Paulinho e Bruno Pires podem aproveitar a ausência do líder da Saxo-Tinkoff, o espanhol Alberto Contador, para se mostrarem a nível individual.
Além de Tiago Machado, a RadioShack traz também a Portugal Nelson Oliveira, vice-campeão mundial de contrarrelógio na categoria sub-23 em 2009, enquanto a Caja Rural vai fazer alinhar o campeão português de fundo, Manuel Cardoso (Caja Rural) e André Cardoso.

“É um privilégio para a prova conseguir reunir os melhores ciclistas portugueses da atualidade. A Volta ao Algarve é um acontecimento pelas estrelas internacionais que consegue cativar, ano após ano, mas é também um dos raros momentos em que os portugueses podem ver os melhores corredores lusos a competirem em território nacional. Esse foi um dos aspetos que mereceu a nossa especial atenção desde a primeira hora”, justificou Cândido Barbosa, diretor desportivo da Volta ao Algarve, em comunicado.

Desde 2006 que nenhum ciclista luso vence uma etapa nem a geral individual da competição.

A tarefa será dificultada pelos nomes de pesos do ciclismo mundial que marcarão presença no Algarve entre 14 e 17 de fevereiro: Tony Martin, Mark Cavendish e Sylvain Chavanel (Omega Pharma-QuickStep), Thomas de Gendt e Lieuww Westra (Vacansoleil), Denis Menchov e Alexandr Klobnev (Katusha), Andreas Klöden (RadioShack), Darwin Atapuma (Colombia), Steven Kruijswijk e Theo Bos (Blanco) e Sergio Henao (Sky).

Lusa

Pub