Pub

Daúto Faquira mostrou-se apenas preocupado com o Olhanense ao ser questionado sobre o facto de os adeptos benfiquistas esperarem há algum tempo um resultado negativo do ainda invencível líder da Liga de futebol.

“Eu não quero saber dos benfiquistas, nem quero saber dos outros, do Sporting, do Braga… Agora, se eventualmente eles ficarem felizes é sinal de que nós tivemos sucesso. A minha preocupação é essa, nós termos sucesso, sabendo que será difícil”, argumentou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão à partida.

Daúto Faquirá mostrou-se confiante no trajeto da sua equipa, que ainda não perdeu em casa – soma quatro vitórias e cinco empates em nove jogos – e tem uma das melhores defesas do campeonato.

“Eu vou preocupar-me mais com o que temos feito, falar mais da minha equipa, do que temos conseguido e do nosso trajeto, quer em casa quer fora. Essa preocupação dará confiança para fazermos um bom jogo e, assim, estarmos mais perto do sucesso”, disse Daúto Faquirá, confrontado com os números da equipa portista, que ainda não perdeu esta temporada no campeonato.

Embora considerando esses dados “relevantes e importantes” na projeção do jogo, o técnico ressalvou que isso não alterará a filosofia, os princípios ou a estrutura do Olhanense.

“Somos uma equipa que defende bem, de forma agressiva e organizada, e depois mostra ambição, confiança e atrevimento no ataque. Sábado, não vamos fugir à regra”, garantiu.

Para Daúto Faquirá, o FC Porto tem feito um “trajeto sensacional” e será o “adversário mais forte e o jogo mais difícil” que a sua equipa vai enfrentar em casa.

“É uma equipa compacta, organizada mas que, além dos principais jogadores – pagos a peso de ouro –, vale pelo coletivo”, sublinhou, garantindo que está tranquilo em relação ao jogo com os “dragões”.

“Não vamos preocupar-nos com o jogador a, b ou c. É um jogo difícil mas é mais um jogo. Estaremos tranquilos, vou dormir perfeitamente tranquilo e não será o FC Porto que me deixará intranquilo”, sustentou Faquirá.

Quanto a eventuais fragilidades no adversário, o técnico assegurou que a equipa portista “está bem estudada e terá os seus aspetos menos fortes”, para os quais o “onze” do Olhanense “vai canalizar as suas energias”.

O Olhanense, oitavo classificada, com 27 pontos, recebe sábado às 20.15 o FC Porto, líder do campeonato com 56 pontos, em jogo que será arbitrado por João Capela, de Lisboa.

Lusa

Pub