Pub
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O Secretariado Nacional de Liturgia lançou na última sexta-feira um novo livro da autoria do padre Carlos de Aquino, sacerdote da Diocese do Algarve e membro daquele organismo.

A publicação, intitulada “Vinde à nascente das águas”, apresenta-se como um “itinerário espiritual para as famílias”. Na apresentação da obra, o presidente da Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade escreve que a mesma “procura ser um contributo para orientar e enriquecer diversos momentos de oração das famílias”. D. José Cordeiro destaca que a proposta inclui “muitas vezes uma simbólica que pode contribuir para tornar mais percetível a mensagem que importa acolher e saborear”.

Em declarações ao Folha do Domingo, o padre Carlos de Aquino explicou que a publicação “nasceu de um desafio” na Diocese do Algarve que nos últimos anos dedicou particular atenção à família no âmbito do seu programa pastoral. “Considerou-se muito importante que houvesse uma valorização na oração nas famílias”, referiu o sacerdote, lembrando que este trabalho surge no seguimento da publicação editada na diocese em 2015 para promover e apoiar a oração familiar.

O autor sustenta que o novo livro pega nessa proposta dirigida concretamente àquele ano, tornando-a “mais abrangente” a todo o ciclo litúrgico, composto pelos anos A, B e C. Para além da proposta para cada domingo, o subsídio inclui ainda um conjunto de celebrações e momentos de oração a serem realizados em família, “ao levantar, antes das refeições, ao deitar”, podendo ser adequados consoante a realidade familiar.

“São orações ligadas àquilo que constituem desafios também para a Igreja e para as famílias nestes tempos como é o caso das Bem-aventuranças, das obras de misericórdia”, explica o autor, acrescentando haver também uma proposta de via-sacra, outra de recitação do rosário e outra para a “visita da Sagrada Família”. “É uma proposta para valorizar muito a dimensão mistagógica e catequética, celebrativa, realizada familiarmente no contexto da casa, de modo muito simples”, acrescenta o liturgista.

O padre Carlos de Aquino diz ainda que a publicação apresenta também uma dimensão simbólica que “valoriza a temática, o apelo ou desafio” de cada domingo ou de cada festa. “Isso também valoriza a própria família, até porque é um trabalho que é pedido que seja feito sempre em família, em comunidade”, prossegue, explicando que os destinatários são os pais, os filhos e os avós.

O sacerdote revelou ainda estar a preparar presentemente um conjunto de “catequeses mistagógicas para o tempo do catecumenado da iniciação cristã”.

O novo livro, de 320 páginas que integra a coleção “Louvor das criaturas”, está à venda nos Serviços Diocesanos de Pastoral e na livraria Paulinas Multimédia em Faro pelo valor de 7 euros.

Pub