Pub

"Naturalmente que fiquei impressionado em verificar as condições em que as pessoas estão neste espaço", afirmou, sublinhando que o cenário que hoje presenciou é uma imagem que levará consigo.

António José Seguro falava aos jornalistas à margem da visita que fez hoje à Urgência do Hospital de Faro, no âmbito do roteiro pela Saúde que o partido está a promover em vários pontos do país.

"Se confrontarmos isto com outras Urgências que há no país ou unidades de internamento que visitámos há uma diferença muito grande e é uma situação que não dignifica sequer o hospital", referiu.

Nos corredores da Urgência do maior hospital algarvio estavam esta madrugada cerca de uma dezena de doentes em macas, embora esse número chegue a atingir os 40, desabafou o diretor do departamento de Urgência, Emergência e Cuidados Intensivos.

Em declarações aos jornalistas, Luís Pereira referiu esperar que a situação fique resolvida com o projeto de ampliação do serviço que deverá ser concretizado até ao final deste ano.

A Urgência vai expandir-se para um armazém contíguo de cerca de 500 metros quadrados que está já a ser desativado, revelou o médico, acrescentando que ali as pessoas poderão ser tratadas "com dignidade".

"Temos aqui serviços de excelência, mas o que passa é a nossa imagem má das macas nos corredores do serviço de Urgência", lamenta, referindo que quando o problema for resolvido, a imagem do Hospital de Faro sairá melhorada.

O líder do PS termina hoje de manhã a sua visita ao Algarve com passagens por uma Unidade de Saúde Familiar (USF) em Olhão e pelo Laboratório de Saúde Pública Laura Ayres, em Faro.

A semana "Em Defesa da Saúde" culmina com um Fórum intitulado “Serviço Nacional de Saúde (SNS) com Futuro”, a ter lugar em Coimbra, no sábado.

Lusa

Pub