Pub

"Vai ser um jogo muito difícil. O Beira-Mar, fora de casa, é a melhor defesa da Liga, com apenas três golos sofridos. É uma equipa bastante compacta, que defende muito e bem, com jogadores muito solidários. Será, com certeza, um teste à nossa paciência", afirmou Sérgio Conceição, na antevisão ao encontro.

Sérgio Conceição sublinhou que a partida de domingo será "muito importante, mas não decisiva ou crucial" para o conjunto algarvio, que tem qualidade para impor "um jogo positivo", tentando "explorar certos pormenores do adversário que podem fazer a diferença".

"O Beira-Mar tem mais dois pontos, é uma equipa, como se diz, do nosso campeonato, e três pontos para nós, nesta altura, são importantes. É um jogo importante, mas todos o são e devem ser encarados com a mesma atitude e ambição: conquistar os três pontos", sustentou.

O treinador do Olhanense, que cumprirá o segundo jogo ao serviço dos algarvios diante dos aveirenses, afirmou que os jogadores estão a adaptar-se da melhor forma aos seus métodos de trabalho.

"Mudei algumas coisas, em termos de comportamentos e regras dentro do grupo, e em termos daquilo que quero para a equipa. Para os jogadores entenderem e colocarem isso em prática, leva o seu tempo, contudo, tenho tido um ‘feedback’ positivo", garantiu.

Sérgio Conceição não ficou totalmente agradado com a derrota na sua estreia, diante do Marítimo (2-1), na última jornada: "Jogámos sempre ao mesmo ritmo, sem as mudanças de velocidades que no futebol são fundamentais. Estamos a trabalhar nesse aspeto, tanto ofensiva como defensivamente."

O técnico deixou ainda uma "chamada de atenção" para o público de Olhão, pedindo a comparência dos adeptos no Estádio José Arcanjo: Todos seremos poucos para ultrapassar este teste difícil", concluiu.

O Olhanense, 11.º classificado na Liga de futebol, com 14 pontos, recebe domingo, às 16.00, o Beira-Mar, oitavo, com mais dois pontos, em jogo que será arbitrado por Manuel Mota, de Braga.

Lusa

Pub