Pub

"Vai ser difícil, vamos defrontar uma equipa que ainda não venceu neste campeonato, mas tem argumentos para chegar ao fim da época muito acima do lugar onde está", comentou o técnico, na antevisão da partida, que se realizará no Estádio Algarve, "casa emprestada" do conjunto de Olhão enquanto o relvado do Estádio José Arcanjo recupera.

Sérgio Conceição realçou que "tanto a equipa [do Nacional] como o treinador [Pedro Caixinha] têm qualidade", pelo que os madeirenses deverão "criar muitas dificuldades", sabendo que terão do lado algarvio um adversário cujo pensamento está na vitória.

Com Babanco castigado, devido à expulsão em Setúbal, uma alteração no habitual "onze" está já certa, mas o técnico promete "mais uma ou outra mexida, porque é um jogo diferente".

Apesar de não vencer desde a primeira ronda, o treinador do Olhanense está satisfeito com a prestação da equipa: "Perdemos dois jogos, um com o campeão [FC Porto] e, se calhar, fomos a única equipa que até ao momento lhes criou dificuldades, e o outro em Setúbal, num jogo cujo resultado [1-0] não condiz nada com o que se passou".

Sérgio Conceição recordou que saíram oito titulares, pedindo "tempo" aos adeptos mas mostrando "a plena convicção" de que o Olhanense vai atingir a manutenção.

O Olhanense, 12º classificado, com quatro pontos, recebe domingo, no Estádio Algarve, às 16:00, o Nacional, 15º e penúltimo classificado, com dois pontos, em jogo que será arbitrado por Jorge Ferreira (Braga).

Lusa

Pub