Pub

André Sousa, Ricardo Alves e Diogo Rosado foram os jogadores que falaram à imprensa na chegada à concentração, numa unidade hoteleira de Vale Garrão, em Almancil, concelho de Loulé, e estão preparados para ajudar a seleção sub-21 a vencer a Alemanha, na terça-feira, em Portimão, e a Áustria, na sexta-feira, no estádio Algarve.

“Estou ansioso. No primeiro estágio (no início de maio) fiquei surpreendido (com a convocatória), porque já estava de férias, mas correu tudo bem e agora tinha alguma confiança em vir”, afirmou André Sousa, que na época transata representou o Pampilhosa e neste momento é um jogador livre.

O médio considerou que a partida com a Alemanha “é mais complicada” do que a da Áustria, mas sublinhou que “são dois jogos de responsabilidade” e assegurou que vai “dar tudo para alcançar duas vitórias”.

Portugal ficou inserido no Grupo 6 da fase de qualificação para o Europeu de 2013, que se disputa em Israel, juntamente com Rússia, Moldova, Polónia e Albânia e André Sousa considerou: “Até é acessível. Se dermos o máximo, e como temos um grupo de jogadores forte, vamos conseguir a qualificação".

Ricardo Alves, que foi chamado pelo selecionador, Rui Jorge, à última hora para substituir Pedro Mendes (que ainda está a representar a sua equipa, o Servette, da Suíça, e só deverá juntar-se aos sub-21 para o jogo com a Áustria), reconheceu que “foi uma surpresa” ser convocado e espera agora “trabalhar ao melhor nível para fazer uma boa semana”.

Alves espera que os jogos “corram bem, com vitórias” e está concentrado em “dar o melhor para mostrar o valor”.

O defesa, que representou o Tourizense, mas que também se encontra livre,referiu que “em futebol nada é fácil. É importante encarar jogo a jogo, com o pensamento na vitória”.

O outro estreante do grupo de 21 jogadores convocados por Rui Jorge para a dupla jornada de particulares no Algarve, Diogo Rosado, considerou que a chamada aos sub-21 “foi merecida”, depois de uma época em que teve algumas lesões e conseguiu “voltar ao normal e jogar regularmente”.

O jogador, que representa o Penafiel até final da temporada, por empréstimo do Sporting, clube com o qual tem contrato até 2012,afirmou: “Vou dar o melhor que posso e sei e, todos juntos, vamos conseguir fazer dois bons jogos para o `mister´ tirar bons apontamentos para a fase de qualificação”.

Rosado disse que os sub-21 já “não têm nada a ver com as camadas jovens”, porque já é um escalão profissional que traz “outra responsabilidade”, e alertou que, apesar de ser um grupo de qualificação “teoricamente com equipas mais frágeis”, é necessário “encarar todos os adversários como complicados” para ter sucesso e chegar a Israel.

Lusa

Pub