Pub

"Não quero alimentar polémicas. Mas durante a minha presidência, que começou em agosto passado, não deu entrada nesta casa qualquer pedido de apoio para a final da Taça da Liga", afirmou o presidente da Entidade Regional de Turismo do Algarve (ERTA).

Nuno Aires respondeu assim às críticas feitas quarta feira pelos presidentes da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Hermínio Loureiro, e das Câmaras de Faro e Loulé, Macário Correia e Seruca Emídio, respetivamente, que lamentaram a falta de apoio para a realização da final da prova no estádio Algarve por parte da ERTA e do programa Allgarve.

O responsável máximo do Turismo do Algarve frisou que "há um plano e um orçamento anual para apoiar eventos e esses apoios são decididos no âmbito da direção, que analisa todos os pedidos".

"Se tivesse havido um pedido para apoiar a final da Taça da Liga, teria sido analisado, como todos os outros, pela direção", acrescentou.

O presidente da LPFP justificou quarta feira a opção de realizar a final da Taça da Liga no Estádio Algarve com a preocupação estratégica de "associar o futebol ao turismo".

Na conferência de imprensa de apresentação da final que vai opor domingo o Benfica, detentor do troféu, ao FC Porto, Hermínio Loureiro garantiu que a opção manteve-se devido ao esforço das Câmaras Municipais de Faro e Loulé, que construíram e gerem o estádio e manifestaram sempre vontade de continuar a acolher o jogo.

Isto apesar de, segundo o responsável da Liga, o organismo que dirige não ter qualquer comparticipação do Turismo do Algarve ou do programa Allgarve para a realização do encontro e de ter tido solicitações de outras regiões de turismo que manifestaram vontade em acolher a final.

Também o presidente da Câmara de Faro, Macário Correia, criticou o Turismo do Algarve e sobretudo o programa Allgarve, que qualificou como "um conjunto de eventos elitistas e despesistas", que "não apoia um evento da envergadura da final da Taça da Liga".

Nuno Aires explicou que o Turismo do Algarve tem este ano a gestão do programa Allgarve, mas não dos eventos desportivos, cujos apoios são decididos pelo Turismo de Portugal.

O responsável da ERTA disse ainda não compreender as críticas de Macário Correia ao programa Allgarve, que conta também com eventos no município de Faro, aos quais o autarca deu aval.

"O programa Allgarve abrange também o município de Faro e dificilmente consigo compreender a posição do presidente da câmara, porque se assinou os protocolos para a realização desses eventos é sinal de que concorda com eles", afirmou Nuno Aires.

O responsável da ERTA lamentou ainda que em Portugal não se dê o devido valor ao programa, "cuja importância foi reconhecida pela câmara de Londres com a atribuição de uma distinção, o que demonstra a valia do Allgarve".

Lusa

Pub