Pub

O jogo opõe o Benfica, detentor do troféu, ao FC Porto e o oficial da GNT precisou que "570 efetivos estarão no estádio e nas suas imediações e 530 farão o acompanhamento das claques desde Lisboa e Porto até ao Algarve, vigiando os pontos por onde é previsível a presença de adeptos, como áreas de serviço ou as portagens de Paderne, na Autoestrada 2 (A2)".

"Em termos policiais, este sistema, esta organização, permite-nos acompanhar os adeptos de onde quer que venham do país, de forma a garantir a segurança de todos", afirmou o major Calado, na conferência de imprensa em que foi anunciado o plano de segurança.

O oficial, que foi distinguido pelo presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Hermínio Loureiro, com um diploma pelos serviços prestados nas três edições da final da Taça da Liga, todos disputadas no estádio Algarve, disse ainda que, "além deste efetivo das diversas valências da GNR", a força de segurança conta também com a colaboração da PSP, nomeadamente dos ‘spotters’ que fazem acompanhamento das claques.

Outra das novidades desta final é a distribuição do trânsito conforme o clube que os espetadores apoiam, de "forma a tornar fisicamente impossível qualquer confronto entre adeptos", explicou o major.

"Os adeptos do FC Porto ficarão instalados na topo norte e utilizarão os parques a norte do estádio, enquanto os do Benfica ficarão no topo Sul e utilizarão os parques de estacionamento a sul do recinto", precisou.

Outra das preocupações da força de segurança foi evitar a confusão no trânsito e os engarrafamentos após o jogo, uma vez que há uma rotunda central de acesso ao estádio que permite a saída para a Via do Infante (A22) e para Faro.

Por isso, a GNR decidiu que os automóveis estacionados nos parques a norte do recinto não sairão por essa via, mas por outra que passa pela localidade do Esteval: seguirão em direção a Loulé e depois tomarão o acesso à A22 e a Faro mais afastados do estádio, evitando a confusão na saída principal do recinto para essas vias.

Os automóveis estacionados a Sul, seguirão em direção a Faro até à localidade do Patacão, onde tomando então a direção desejada, quer seja para Lisboa ou Faro.

"Este plano, no nosso entender, irá resolver o problema do da grande acumulação de trânsito que se gerou nos outros anos na rotunda central de acesso ao estádio", considerou o major Calado.

O oficial do comando de Faro da GNR garantiu ainda que as forças de segurança que fazem o policiamento nas diversas localidades do Algarve estarão também atentas a grupos de adeptos que possam deslocar-se para a região antes do jogo para evitar problemas ou situações de violência.

Lusa

Pub