Pub

A vitória da equipa algarvia premeia o seu esforço, personalidade e eficácia. O Aves pode queixar-se apenas de si próprio, tantas foram as oportunidades que desperdiçou, sobretudo na primeira metade.

O intervalo chegaria com o jogo empatado a zero, mas os avenses tiveram várias ocasiões para desfazer o nulo (Rabiola aos 20, 30 e 36 minutos, Éder Diego, 24, Pedro Cervantes, 27 e 45+1), mas por inépcia ou pela boa exibição do guarda-redes contrário não conseguiram.

A resistência algarvia aguentou os primeiros seis minutos da segunda parte, num auto golo de Fausto: o defesa central introduziu a bola na própria baliza na tentativa de cortar um centro da esquerda de Nelson Pedroso.

O Louletano reagiu E, ainda antes do golo do empate, esteve por duas vezes perto de marcar por Bruninho, 60, e Alberto, 61.

aos 72 minutos, marcou mesmo na sequência de uma má intervenção de Rui Faria: Fausto cobrou um livre do lado drieito, o guarda-redes avense defendeu para a frente e Cordeiro, de cabeça, não perdoou.

O Desportivo das Aves, estranhamente amorfo, não respondeu ao golo do adversário e, sete minutos depois, o Louletano consumaria a reviravolta no marcador: lançamento lateral de Dante e Fausto, com um belo golpe de cabeça, fez o segundo golo dos algarvios consumando o pouco esperado apuramento para a fase seguinte da Taça de Portugal.

Jogo disputado no Estádio Clube Desportivo das Aves, na Vila das Aves.
Desportivo das Aves – Louletano, 1-2.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Fausto, 51 minutos (pb).
1-1, Cordeiro, 72.
1-2, Fausto, 79.

Equipas:
– Desportivo das Aves: Rui Faria, Leandro, Tiago Valente, Gonçalo, Nelson, Grosso, Éder Diego (Júlio César, 63), Pedro Pereira (Dani, 60), Pedro Cervantes (Lourenço, 80), Luisinho e Rabiola.
(Suplentes: Hélder Godinho, Sérgio Carvalho, João Pedro, Lourenço, Júlio César, Dani, Tozé Marreco).
– Louletano: Bruno Lúcio, Eugénio, Fausto, Cordeiro, Dante, Fábio Teixeira, Alberto, Leo, Bruninho (Sary, 63), Fábio Marques (João Reis, 80) e Beni.
(Suplentes: Kula, Romício, Sary, Nicola, André David, João Reis, Rafael).
Árbitro: Manuel Mota, de Braga.
Ação disciplinar: cartão amarelo para Tiago Valente (44), Fausto (76), Luisinho (89), Fábio Teixeira (90), Bruno Lúcio (90+3).

Assistência: cerca de 500 espetadores.

Lusa

Pub