Pub

Clube_ciclismo_tavira_2014A luta pela vitória na Volta a Portugal, com ciclistas jovens que transitam da época anterior e três novos reforços, é um dos principais objetivos da Banco BIC/Carmin/Tavira, que no sábado foi apresentada na cidade algarvia.

Manuel Cardoso (ex-Caja Rural, Espanha), Rafael Reis e Amaro Antunes são os três reforços da equipa profissional algarvia, que vai em 2014 conservar a maioria do plantel e apostar na experiência dos novos ciclistas para, a partir de domingo, iniciar a temporada com vontade de estar na luta pelo triunfo em todas as provas, disse o diretor desportivo, Vidal Fitas.

“É evidente que a Volta a Portugal é a prova em que toda a gente quer aparecer e nós também, porque temos uma tradição nela, temos uma responsabilidade e esse será o nosso principal objetivo ao longo do ano”, disse o responsável técnico da equipa, que é a mais antiga do pelotão nacional, já venceu por várias vezes a principal prova por etapas do calendário português e integra o escalão Continental.

Vidal Fitas frisou que a Volta é a prova que “dá mais prazer e é também a mais difícil”, porque todos os ciclistas querem vencer, mas garantiu que, “independentemente de a equipa querer estar em todas as outas (provas) para ganhar”, a principal corrida por etapas portuguesa “é aquela em que se quer estar o mais perto da vitória e se possível vencer”.

“Esta equipa está aqui presente para iniciar a época 2014, num passo seguinte àquele que foi dado em 2013. O projeto começou do zero e agora pretende-se chegar ao patamar que se atingiu nos últimos. É a equipa mais jovem, em médias de idade, do pelotão nacional. A coluna dorsal da equipa foi mantida e foram colmatadas, dentro das possibilidades, algumas lacunas que achámos que tinha”, afirmou ainda Vidal Fitas.

O diretor desportivo da Banco BIC/Carmin/Tavira apontou Manuel Cardoso como o ciclista que veio colmatar a falta de experiência de uma equipa que conta com muitos corredores provenientes das camadas jovens do Clube de Ciclismo de Tavira.

“Precisávamos também de algumas referências e, por sorte, conseguimos trazer o Manuel, que é, penso, o melhor sprinter nacional e nos poderá dar uma ajuda, não só com vitórias, mas com a experiência e o traquejo internacional que adquiriu ao longo destes últimos anos, em equipas do Protour, como a Radioschack, e com presenças no Giro [de Itália] e no Tour [de França]”, explicou.

Vidal Fitas está confiante nos seus homens e disse que “a qualidade” está presente: “o clube tentou reforçar-se com algumas mais-valias em termos estruturais para poder proporcionar essa evolução e esperamos que a sorte nos acompanhe e consigamos alcançar o que pretendemos”.

A equipa apresentada no sábado conta com 11 ciclistas. que iniciaram a temporada já ontem na Prova de Abertura, em Anadia. Posteriormente, chegarão também quatro ciclistas de Angola.

David Livramento (trepador), Bruno Sancho (sprinter), Daniel Mestre (sprinter), Henrique Casimiro (trepador), Manuel Cardoso (sprinter), João Pereira (trepador), Valter Pereira (trepador), João Rodrigues (trepador), Rafael Reis (rolador), Amaro Antunes (trepador) e Diogo Nunes (rolador) foram os 11 ciclistas apresentados.

Pub