Pub

O padre Rui Fernandes, nomeado pelo bispo do Algarve, como pároco in solidum das paróquias de Nossa Senhora do Amparo de Portimão, da Mexilhoeira Grande e de Odiáxere, tomou ontem posse.

Tomada_posse_padre_rui_fernandes-9
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A tomada de posse do novo pároco decorreu na eucaristia da festa da padroeira daquela paróquia de Portimão, celebrada no jardim ao lado da igreja de Nossa Senhora do Amparo e presidida pelo bispo diocesano, D. Manuel Quintas.

O ato realizou-se no início da eucaristia com a leitura da provisão de nomeação, a profissão de fé com o juramento de fidelidade ao colégio presbiteral, ao bispo, ao papa e a toda a Igreja. Foi ainda feita a entrega simbólica da chave da igreja na celebração concelebrada pelos restantes párocos daquela paróquia.

As paróquias de Nossa Senhora do Amparo de Portimão, da Mexilhoeira Grande e de Odiáxere estão entregues aos cuidados dos sacerdotes da comunidade algarvia da Companhia de Jesus (jesuítas).

O novo pároco manifestou a sua disponibilidade para aprender e para servir. “Provavelmente, uma das grandes missões que tenho ao chegar aqui é a de aprender. Não estou sozinho. Tenho ao meu lado companheiros com quem já é e vai ser uma alegria trabalhar e aprender com eles. Já estou cá há três semanas e já percebi que é uma alegria poder trabalhar em comunidade. Sonhar convosco, pensar convosco, trabalhar convosco”, afirmou o padre Rui Fernandes.

“Cheguei para servir. Espero, há medida que vou servindo, aprender a servir melhor e, quem sabe, talvez um dia me torne um servidor. Para já sou um aprendiz”, prosseguiu.

O superior da comunidade jesuíta algarvia de Nossa Senhora da Estrada, manifestou o “gosto” de todos em receber o padre Rui Fernandes. “É uma maravilha podermos celebrar a festa da paróquia juntamente com a tomada de posse do Rui”, afirmou o padre Nuno Tovar de Lemos.

Tomada_posse_padre_rui_fernandes-15
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O padre Rui Fernandes, de 38 anos, natural de Santarém, estudou engenharia mecânica no Instituto Superior Técnico em Lisboa. Entrou em 2008 na Companhia de Jesus. Foi ordenado em 2018 e está a acabar o doutoramento em Teologia. Esteve nos últimos anos, na Universidade de São José, em Beirute, a fazer investigação para aquela pós-graduação sobre a experiência religiosa no quotidiano a partir do hip hop libanês, incluindo a sua relação com o Islão. O sacerdote foi um dos responsáveis pela realização do ‘LabOratório’ em Portugal, uma iniciativa de formação litúrgica e musical.

Pub