Pub

As duas equipas chegaram à derradeira partida do torneio triangular de pré-temporada com uma vitória cada e com hipótese de conquistar o troféu, mas o Benfica foi superior durante toda a partida e bateu os ingleses com um golo de David Luiz (11 minutos), dois de Saviola (37 e 49) e outro de Cardoso (44), enquanto o tento de honra do Aston Villa foi apontado por Carew (69).

Depois de na sexta feira ter goleado (4-1) o Feyenoord no jogo de abertura, o Benfica procurava diante da formação inglesa, que também ganhou (3-1) aos holandeses no sábado, alcançar a quarta vitória no torneio algarvio, tornando-se no clube com mais triunfos na prova, que cumpriu a 10.ª edição.

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, colocou Roberto na baliza, Ruben Amorim, Luisão (que regressou à titularidade), David Luiz e Fábio Coentrão na defesa, Airton, Jara, Carlos Martins e Aimar no meio campo e Saviola e Cardoso no ataque.

Os campeões portugueses assumiram desde cedo as despesas do jogo e aos 11 minutos inauguraram com alguma sorte o marcador, num remate de meia distância de David Luiz, que foi desviado por um defesa, traindo o guarda-redes Friedel.

Apesar de jogar grande parte do tempo no meio campo adversário, foram poucas as vezes que a equipa “encarnada” ameaçou a baliza da formação inglesa, que só criou perigo aos 25 minutos, num remate de primeira de Albrighton, após centro de Young, que saiu ao lado.

A tendência manteve-se e aos 37 minutos o Benfica dilatou a vantagem, por Saviola, que aproveitou uma defesa incompleta de Friedel a um remate de Jara para fazer o 2-0 na recarga.

O 3-0 surgiu aos 44 minutos, num livre direto à entrada da área no qual Cardoso “disparou” ao ângulo sem dar hipóteses ao guarda-redes da equipa inglesa, que apenas quatro minutos depois de ter voltado do intervalo viu Jara entrar pelo corredor direito e cruzar atrasado para Saviola, que atirou para o poste mais distante e fez o segundo da sua conta pessoal e o quarto golo do Benfica.

O Benfica dominava por completo a partida e só uma desatenção de Sidnei, que tinha entrado ao intervalo para o lugar de Luisão, permitiu que o Villa chegasse ao golo de honra, apontado por Carew, num remate à entrada da área que culminou um lance individual do norueguês.

Carew voltou a criar perigo dois minutos depois, ao ganhar as costas a Luís Filipe após um lançamento lateral e ao picar a bola por cima do guarda-redes Roberto, mas valeu a intervenção de David Luís a evitar o golo.

O Benfica ainda teve uma oportunidade por Gaitán (75), mas o marcador não sofreu mais alterações e deu ao Benfica a quarta vitória em oito participações no Torneio do Guadiana, tornando-se na equipa que mais vezes venceu a prova.

Jogo disputado no complexo desportivo de Vila Real de Santo António.

Benfica – Aston Villa, 4-1.

Ao intervalo: 3-0.

Marcadores:

1-0, David Luiz, 11 minutos.

2-0, Saviola, 37.

3-0, Cardoso, 44.

4-0, Saviola, 49.

4-1, Carew, 69.

Equipas:

– Benfica: Roberto, Ruben Amorim, Luisão, David Luiz, Fábio Coentrão, Airton, Jara, Carlos Martins, Aimar, Saviola e Cardoso. Jogaram ainda: Javi Garcia, Sidnei, Luís Filipe, César Peixoto, Kardec e Gaitán.

– Aston Villa: Friedel, Luke Young, Richard Dunne, Carlos Cuellar, Steve Sidwell, Young, Albrighton, Petrov, Shorey, Delfounesco e Heskey. Jogaram ainda: Davies, Downing, Warnock, Reo-Coker, Carew e Weimann.

Árbitro: João Capela (Portugal).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Richard Dunne (43), Petrov (45) e Albrighton (66).

Assistência: cerca de 8000 espetadores.

Lusa
Pub