Pub

“Fomos a melhor equipa do primeiro ao último minuto”, salientou Carlos Azenha, adiantando que as melhores oportunidades foram da sua equipa, mas que, "imerecidamente", a equipa sofreu o empate nos descontos.

Sobre a sua equipa, técnico disse: “Hoje demonstrámos que somos capazes, necessitamos de tranquilidade, mas esta só se consegue com pontos e vitórias".

Carlos Mozer, por sua vez, mostrou algum desencanto pelo resultado: “Não era este o resultado que esperávamos, nem o que procuramos dentro do campo”.

“O Portimonense teve mérito ao marcar cedo, um golo que nos condicionou. Reagimos, fomos à procura da igualdade, mas quero aqui salientar que a atitude e postura de antijogo do nosso adversário não nos deixou grandes alternativas”, frisou o técnico da Naval, que diz necessitar de sete vitórias "para atingir o objetivo da manutenção".

Folha do Domingo/Lusa
Pub