Pub

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

As universidades de Évora, do Algarve e Nova de Lisboa assinaram um memorando de entendimento para a criação de uma plataforma de cooperação na área dos Estudos Mediterrânicos, orientada para os países e regiões do Mediterrâneo.

Em comunicado, a Universidade de Évora anunciou ontem a assinatura deste acordo, explicando que visa “o estabelecimento de uma plataforma” para promover iniciativas de cooperação com as universidades, unidades de investigação e centros tecnológicos dos países e regiões do Mediterrâneo.

As três universidades portuguesas, pode ler-se na nota de imprensa da academia alentejana, acordaram estabelecer uma plataforma de cooperação denominada “Estudos Mediterrânicos, consórcio universitário”.

Orientado para os países e regiões do Mediterrâneo, este consórcio vai ter a sua sede no Campo Arqueológico de Mértola, no Alentejo, responsável por assegurar o apoio administrativo.

“O consórcio agora estabelecido tem como área de atuação o Mediterrâneo e prevê a contribuição, sob diversas formas, para a aproximação dos povos ribeirinhos e para o reforço das relações entre instituições de ensino superior, de investigação científica, de desenvolvimento tecnológico e de promoção cultural”, refere o comunicado.

O memorando de entendimento foi assinado na academia alentejana, naquela que foi a primeira de três reuniões que estão previstas entre os reitores das três universidades.

O próximo encontro está agendado para 26 de novembro, na Universidade do Algarve, em Faro, data em que deverão ser assinados memorandos relacionados com os temas Recursos Hídricos e Ambiente.

Pub