Breves
Inicio | DA | Valor de bolo-rei gigante distribuído em Olhão reverte para o Centro de Bem Estar Social N. Sra. de Fátima

Valor de bolo-rei gigante distribuído em Olhão reverte para o Centro de Bem Estar Social N. Sra. de Fátima

O pasteleiro Filipe Martins, mentor da iniciativa
O pasteleiro Filipe Martins, mentor da iniciativa

Um bolo-rei gigante, com 100 metros, vai ser distribuído amanhã em Olhão pelo valor simbólico mínimo de 20 cêntimos por fatia para angariar fundos para o Centro de Bem Estar Social Nossa Senhora de Fátima, instituição olhanense entregue desde a sua fundação aos cuidados das irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição que acolhe meninas em risco dos quatro aos 20 anos.

Em declarações à Lusa, o pasteleiro e mentor da iniciativa Filipe Martins, explicou ainda que para a confeção do bolo-rei gigante serão utilizados 150 quilos de farinha, 150 quilos de fruta cristalizada, 50 quilos de chocolate branco, 50 quilos de chocolate negro, 800 ovos, 50 quilos de frutos secos, 50 quilos de açúcar e 15 quilos de gila, entre outros ingredientes.

“É muita galinha a pôr ovos”, gracejou o ‘chef’ pasteleiro, de 26 anos, entusiasmado com a iniciativa que promove a partir das 10:00 de sábado, junto à igreja matriz de Olhão, e que só é possível com o apoio de funcionários da sua pastelaria e de vários ‘chefs’ algarvios, de Lisboa e de Leiria e de alguns ex-alunos da Escola de Hotelaria do Algarve.

Filipe Martins sublinhou que serão gastos três mil euros em material para a confeção do bolo, depois de no Natal passado ter oferecido gratuitamente à comunidade um bolo-rei de 70 metros de comprimento.

A par do tradicional bolo-rei, o ‘chef’ espera que as pessoas queiram experimentar outras novidades da sua autoria nomeadamente o bolo-rei com chocolate, caju e amêndoa torrada, o bolo-rei escangalhado, os bombons de piripiri e flor de sal, premiados há dois anos em Óbidos ou ainda as novidades deste ano, as trufas de rosas com menta e chocolate negro.

O Centro de Bem Estar Social Nossa Senhora de Fátima é a mais antiga instituição do concelho de Olhão, fundada em 1930 pelo falecido cónego António Baptista Delgado e atualmente é orientada por cinco religiosas e tem 19 funcionários.

com Lusa

Verifique também

Incêndio de Aljezur: Seis pessoas retiradas das habitações por precaução devido ao fumo

Seis pessoas foram hoje retiradas das suas habitações no Monte Clérigo, concelho de Aljezur, “por …