Pub

CiclismoA 41.ª edição da Volta ao Algarve, a disputar entre 18 e 22 de fevereiro de 2015, vai apresentar “um percurso equilibrado, atrativo para diferentes perfis de corredores”, anunciou na sexta-feira a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

A prova, que em 2015 será organizada pela FPC, terá uma chegada em alto, um contrarrelógio individual com cerca de 20 quilómetros, uma etapa de média montanha sem chegada em alto e duas tiradas para “sprinters”.

De acordo com a nota publicada no site da federação, nas próximas semanas serão revelados os percursos completos desta prova.

A Volta ao Algarve é, anualmente, uma das competições com maior prestígio internacional no início de época, como se comprova pela lista de anteriores vencedores: o atual campeão mundial de fundo, o polaco Michal Kwiatkowski (Omega Pharma-Quick Step), em 2014, o alemão Tony Martin (Omega Pharma-Quick Step), em 2011 e em 2013, o australiano Richie Porte (Sky), em 2012, e o espanhol Alberto Contador (Tinkoff-Saxo), em 2009 e 2010.

“Em 2015, contamos com uma inovação, o Algarve Granfondo, marcado para o dia 21, que será uma oportunidade para que os ciclistas amadores também integrem a festa da Volta ao Algarve, pedalando em paralelo aos seus ídolos”, destaca ainda o comunicado.

A Volta ao Algarve é a primeira das quatro corridas internacionais que integram o plano Cyclin’Portugal Algarve, um projeto da FPC para afirmar Portugal como destino para a prática de ciclismo, tanto a nível profissional e competitivo como de lazer.

Do calendário da Cyclin’Portugal Algarve fazem ainda parte a Clássica Internacional Loulé Cidade Europeia do Desporto (01 de março), o Grande Prémio Internacional do Guadiana (07 e 08 de março) e o Grande Prémio do Sudoeste e Costa Vicentina (21 e 22 de março).

Pub