Breves
Inicio | Sociedade | Bens entregues na Cáritas do Algarve encheram hoje 47 caixas que irão para as vítimas dos incêndios

Bens entregues na Cáritas do Algarve encheram hoje 47 caixas que irão para as vítimas dos incêndios

Foto © Samuel Mendonça

A Cáritas fez o apelo e os algarvios responderam, uma vez mais, com prontidão. Foram 47 caixas as que se encheram hoje até às 18h com roupa de cama, atoalhados e vestuário de criança e que seguirão ainda hoje ou amanhã de manhã para as vítimas dos incêndios dos últimos dias.

Foto © Samuel Mendonça

Desde as 9h de hoje, assim que foi dado a conhecer o pedido, começaram a chegar à sede da Cáritas Diocesana do Algarve, na Rua Brites de Almeida, em Faro, os bens solicitados. “A resposta está a ser muito boa. Mais uma vez se mostra que o povo é solidário”, disse ao Folha do Domingo o presidente da Cáritas Diocesana do Algarve, garantindo que a adesão foi “muito grande”.

O Folha do Domingo também pôde testemunhar, durante a reportagem, algumas entregas dos bens pedidos.

Foto © Samuel Mendonça

Carlos Oliveira conta que os lençóis e cobertores de verão, atoalhados e roupa de criança vieram de Alcantarilha, de Almancil, de Faro (em “grande quantidade”), de Pêra, de Silves e de Tavira. Aquele dirigente explica para além destas paróquias outras também estão a receber, sendo que todos os bens que não chegaram até ao final da tarde de hoje para seguirem amanhã, seguirão num segundo envio que já está programado e que deverá ocorrer ainda esta semana.

“O que chegou hoje até às 18h de hoje segue amanhã de manhã ou ainda hoje se a transportadora se disponibilizar para isso”, explica aquele responsável, acrescentando que a coordenação nacional da recolha dos bens está a cargo da Cáritas Diocesana de Coimbra.

Foto © Samuel Mendonça

O presidente da Cáritas algarvia refere ainda que os artigos foram doados por particulares, empresas e também dos Serviços Sociais da Câmara Municipal de Faro. Também a Cáritas Diocesana do Algarve vai enviar toda a roupa de criança que lhe tinha armazenada proveniente de anteriores doações, bem como fraldas e papas para bebé.

O trabalho de acondicionamento dos artigos na sede da Cáritas algarvia foi levado a cabo por elementos da própria organização e por membros do Agrupamento 98 de Faro do Corpo Nacional de Escutas.

Verifique também

Ministério Público investiga anúncio de venda de lince pela Internet alegadamente capturado em Alcoutim

O Ministério Público está a investigar uma possível venda ‘online’ de um lince-ibérico, espécie em …