Pub

O bispo do Algarve dirigiu, no âmbito do encerramento do ano académico, uma mensagem aos estudantes finalistas da Universidade do Algarve (UAlg) que foi dada a conhecer na última edição da iniciativa ‘Quartas com Cristo’, promovida pela capelania daquela academia.

Na mensagem de vídeo, D. Manuel Quintas disse aos alunos finalistas ter sido “com um sentimento de muita tristeza” e “de algum desconforto” que viveu o dia que agendado (2 de maio) este ano para a “celebração festiva” da “bênção das pastas”. “Também eu vivi a vossa tristeza e o vosso sofrimento, por não poderdes concretizar o sonho alimentado ao longo de todo o vosso curso”, lamentou, acrescentando que até a cidade de Faro sentiu a falta da “agitação” e “alegria”, “que caraterizam sempre esses dias”. “Nesse dia, estivestes todos presentes no meu coração e na minha oração”, assegurou.

“Caros finalistas, estou certo de que o sofrimento que esta situação vos causou não vai apagar os vossos sonhos, nem embaciar o olhar confiante e cheio de esperança que lançais sobre o amanhã. Antes, espero e desejo que esta contrariedade vos dê ainda mais garra e coragem para enfrentar e vencer outras que, porventura, o futuro vos possa reservar”, prosseguiu.

D. Manuel Quintas já tinha lembrado no dia 4 de maio deste ano os estudantes finalistas que naquele fim de semana não tinham podido realizar a sua bênção.

O bispo diocesano, que quis “relançar um olhar sobre este ano académico” “atípico pelas razões conhecidas”, recordou a realização da primeira ‘Missão País’ levada a cabo no Algarve por alunos da UAlg. “Uma experiência muito gratificante e enriquecedora para todos, inclusive para as populações que acolheram o grupo e com ele partilharam a sua vida. Espero e desejo, pelos testemunhos colhidos, que esta experiência possa continuar futuramente e, se possível, ainda com maior participação”, referiu.

Neste sentido, D. Manuel Quintas realçou que “o mundo de hoje precisa de jovens comprometidos, desejosos de serem protagonistas na construção de uma sociedade mais justa e fraterna”. “Só com o vosso insubstituível contributo será possível progredir neste objetivo comum. Todos somos importantes, todos somos necessários, todos precisamos uns dos outros no serviço do bem comum, inclusive para vencer as consequências nefastas da Pandemia de Covid-19”, sustentou.

“Ao invocar a bênção de Deus para cada um” dos estudantes, o bispo do Algarve, que teve presente “a reitoria, todo o corpo docente, os funcionários dos diversos setores e serviços”, lembrou os alunos “Pedro Paço e o Rui Queirós, falecidos, tão tragicamente, na semana passada”.

Pub