Breves
Inicio | Sociedade | Cáritas Diocesana do Algarve recebeu donativo de 5.000 euros

Cáritas Diocesana do Algarve recebeu donativo de 5.000 euros

Foto © Samuel Mendonça

A Cáritas Diocesana do Algarve recebeu na passada quinta-feira um donativo de 5.000 euros.

O cheque foi entregue por uma sociedade de garantia mútua que apoia exclusivamente empresas e empresários em nome individual. A Lisgarante, com sede em Lisboa e delegação em Albufeira, garante parte do crédito solicitado na banca, sendo uma espécie de fiadora de pequenas e médias empresas ou de empresários. No caso de não conseguirem cumprir os seus compromissos bancários, o banco executa a garantia à sociedade financeira que acerta depois um plano de pagamentos com o incumpridor.

Foto © Samuel Mendonça

No encontro para entrega do donativo, a gerente da agência de Albufeira da Lisgarante explicou que a sociedade destina anualmente, desde há alguns anos, uma quantia a instituições sugeridas pelos seus funcionários das diversas agências nacionais.

“Este ano foi aceite a minha sugestão”, contou Filipa Domingos, explicando que ia a caminho do trabalho quando ouviu na rádio um representante da Cáritas Portuguesa a testemunhar o apoio às vítimas das vagas dos incêndios deste ano, canalizado pelas diversas Cáritas Diocesanas.

Acompanhada pelo subgerente da mesma delegação, Duarte Pinto, aquela responsável acrescentou que o facto de se tratar de uma instituição local que contribui para uma causa nacional – no caso o apoio às vítimas dos fogos – foi determinante na escolha da proposta que apresentou.

Foto © Samuel Mendonça

O presidente da Cáritas do Algarve, que agradeceu o apoio “muito importante”, explicou que o mesmo foi aplicado de antemão. “Dos dinheiros que fomos conseguindo apurar enviámos 25 mil euros para a Cáritas de Coimbra para apoiar as vítimas dos fogos de Pedrógão”, lembrou Carlos Oliveira, explicando que os 5.000 euros agora doados foram enviados logo no verão.

Aquele responsável, que destacou o facto de aquela instituição da Igreja Católica viver “essencialmente dos apoios” e de “campanhas”, enfatizou o alcance destas colaborações, lembrando a reconstrução pela Cáritas algarvia de 17 casas destruídas nos incêndios de 2003 e 2005 em Monchique.

Verifique também

Ministério Público investiga anúncio de venda de lince pela Internet alegadamente capturado em Alcoutim

O Ministério Público está a investigar uma possível venda ‘online’ de um lince-ibérico, espécie em …

Deixe uma resposta