Pub

Cheia_largo_s_franciscoA chuva que caiu na sexta-feira em Faro, aliada à maré cheia, afetou material e viaturas de vários comerciantes a trabalhar na Feira de Santa Iria e provocou várias inundações em casas da capital algarvia, disse fonte dos bombeiros.

“Hoje [sexta-feira], até às 16:00, tínhamos registadas 20 ocorrências na malha urbana de Faro – em casas e caves -, mas a situação mais grave é no Largo de São Francisco, onde está a decorrer a Feira de Santa Iria”, disse na sexta-feira à Lusa Aníbal Silva, comandante da Força Operacional Conjunta de Bombeiros de Faro, que se encontrava no terreno a ajudar nos trabalhos de drenagem das águas.

A empresa municipal de resíduos e águas de Faro (Fagar) também esteve a drenar “esgotos e sarjetas”, adiantou o comandante, referindo que a preia-mar que estava em curso veio aumentar as inundações.

No Largo de São Francisco, junto à Escola de Hotelaria e Turismo, houve várias dezenas de carros inundados com a água a subir acima dos pneus e a entrar nas viaturas.

Vários comerciantes com expositores na Feira de Santa Iria queixaram-se à Lusa de que muito do material ficou danificado, porque as barracas não protegem o suficiente, como contou a feirante Catarina.

O Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) adiantou que também na sexta-feira se registaram algumas inundações em Portimão e Lagos na via pública e “pequenas inundações em casas e caves”.

com Lusa

Pub