Pub

O Motoclube de Faro assinalou com várias atividades a época em que anualmente realiza a sua concentração internacional, mantendo vivo o espírito motard que todos os anos, por esta altura, se sente na zona.

“Este ano não temos a concentração devido à pandemia, marcamos os 39 anos com alguns pequenos eventos, mas de grande significado para nós”, afirmou à Lusa o presidente do motoclube.

Na baixa de Faro, numa antiga loja de roupa na Rua de Santo António, foi montada uma exposição alusiva à concentração, com artigos usados no encontro anual, “uma boa coleção de motos” novas e antigas, uma secção de tatuagens, um barbeiro e fotografias que ilustram algumas atividades do clube, explicou José Amaro.

A principal rua pedonal do comércio farense esteve também decorada com muitas das figuras que normalmente ornamentam o espaço do Vale das Almas, junto ao aeroporto, onde este fim de semana seriam esperados milhares de motociclistas.

Na sexta-feira e no sábado, houve animação de rua na baixa farense, nas zonas pedonais, incluindo no coreto no jardim Manuel Bívar, “com uma banda itinerante e momentos musicais com harpa e jazz”.

No sábado à noite, o concerto de duas bandas algarvias – ‘Warning Project’ e ‘Hybrid Theory’ e foi transmitido em direto a partir de uma pedreira, para a baixa de Faro e para a página e redes sociais do motoclube.

Na sexta-feira e no sábado foi possível testar a condução de algumas motos de uma marca americana, que apresenta também “uma exposição de vários exemplares no Jardim Manuel Bívar”.

Ontem de manhã, apesar de desaconselhado pelas autoridades, acabou mesmo por se realizar um desfile pela ruas de Faro, como normalmente acontece no encerramento da concentração, ainda que com participação bastante mais reduzida.

À noite realizou-se uma conversa com o tema “A Cultura Motociclista em Faro”, promovida no Espaço Quintalão pela Câmara Municipal de Faro como tributo ao espírito motociclista que se vive no concelho.

A iniciativa teve como convidados os presidentes do Motoclube de Faro, do Moto Malta, do Moto Clube de Estoi, do Grupo Motard Baldeados e do Moto Clube Universitário Os Infantes.

O evento marca o dia do encerramento da 39.ª Concentração Internacional de Motos e foi transmitido no Facebook e no canal de YouTube do município farense.

José Amaro revelou que muitos motociclistas “têm rumado a Faro estes dias” solidários com o Motoclube de Faro e que na quinta-feira “muitos espanhóis da zona da Andaluzia passaram o dia em Faro”.

O presidente referiu que receberam “pedidos para acampar no local da concentração”, mesmo sem as habituais condições, algo que foi “desaconselhado” pelo clube.

José Amaro sublinhou que tem esperança de que “no próximo ano o espírito motard possa regressar, com sempre, a Faro”.

Em maio, o motoclube anunciou o cancelamento da realização da 39.º concentração devido às restrições impostas para conter a pandemia de Covid-19, lamentando não haver condições para receber os milhares de motociclistas que se deslocam de vários pontos da Europa e do mundo.

com Lusa

Pub