Pub

FarenseO diretor-desportivo do Farense, Eduardo Barão, colocou ontem o lugar à disposição e não vai continuar no clube algarvio, 20.º classificado final da II Liga de futebol e despromovido ao Campeonato de Portugal.

A demissão do dirigente foi confirmada à agência Lusa pelo presidente do clube, António Barão, pai de Eduardo Barão, sem fazer mais comentários sobre a decisão, tomada na sequência da perda de dois pontos no âmbito do caso relativo ao jogador Harramiz, fator decisivo na descida de divisão.

O jogador são-tomense, emprestado pelo Benfica e impossibilitado de ser opção de acordo com os regulamentos, alinhou frente ao Benfica B, em jogo da 36.ª jornada, acabando por originar o castigo ao Farense.

Com esses dois pontos, o Farense teria terminado a II Liga com 56 pontos, fora da zona de despromoção.

Por outro lado, questionado sobre uma reação do clube à operação ‘Jogo Duplo’, desencadeada pelo Ministério Público, que levou à detenção de 15 pessoas, entre as quais o presidente do Leixões, por suspeitas de manipulação de resultados de jogos da II Liga, António Barão preferiu não comentar.

Pub