Breves
Inicio | Igreja | Diretor do DNPJ participou na jornada de jovens católicos em Messines

Diretor do DNPJ participou na jornada de jovens católicos em Messines

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ) veio ao Algarve no passado fim-de-semana participar na Jornada Diocesana da Juventude, promovida em São Bartolomeu de Messines pelo Sector da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve.

Em declarações ao Folha do Domingo, o padre Filipe Diniz (à esquerda na foto) explicou que a sua vinda se enquadrou nas visitas que o DNPJ está a fazer às dioceses portuguesas e aos respetivos secretariados da pastoral juvenil.

A propósito do próximo Sínodo dos Bispos, convocado pelo papa Francisco sobre o tema da juventude, que na última semana teve já uma reunião preparatória, aquele responsável entende dever ser exemplo para o trabalho que é feito pelo DNPJ. O padre Filipe Diniz disse tratar-se de uma iniciativa promovida por “um papa que se aproxima e quer dar voz e ouvir a voz dos jovens”. “Esta deve ser sempre uma das grandes preocupações do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil: escutar e ir ao encontro. Os jovens precisam de se fazer ouvir e essa é uma das grandes preocupações e incentivos”, observou.

O diretor do DNPJ considera que o inquérito feito à juventude no âmbito do sínodo vai “ajudar a Igreja a refletir acerca do papel dos jovens” e também a “apontar algumas perspetivas, desafios e rumos no bom acolhimento e na escuta dos jovens”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A propósito deste questionário, o bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, lembrou na JDJ que o mesmo obteve “221 mil respostas que chegaram à Santa Sé via internet, 20% das quais de jovens não-católicos”.

O padre Filipe Diniz disse sobre a participação de três portugueses na reunião pré-sinodal com jovens de todo o mundo que “são três vozes portuguesas a ajudar na reflexão”. “Para o nosso país é um orgulho termos três jovens portugueses”, considerou, lembrando que Rui Teixeira, dirigente escutista, representa a Conferência Internacional Católica do Escutismo (CICE), Joana Serôdio representa a Conferência Episcopal Portuguesa e Tomás Virtuoso o Movimento Internacional das Equipas de Jovens de Nossa Senhora.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Durante a JDJ, o assistente do Sector da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve anunciou em entrevista à Agência Ecclesia que aquele organismo está também a preparar um inquérito para saber as inquietações dos jovens. “Antes de fazermos opções pastorais queremos ter a certeza de quais são as suas necessidades e as suas preocupações”, explicou o padre Nelson Rodrigues, garantindo que “os jovens não são uma aposta de futuro”. “Temos que apostar neles hoje. Importa que eles percebam que o que implica ser cristão é essencialmente terem Cristo presente nas coisas do dia-a-dia”, afirmou.

O sacerdote defendeu assim que o trabalho com a juventude passa por “apresentar este Cristo Jovem”.

Os coordenadores do SDPJ em declarações à Agência Ecclesia – Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Também o coordenador do Sector da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve (SDPJ), João Mendonça, concordou que aos jovens é preciso “dar-lhes a conhecer Jesus Cristo”. Vânia Cristina Santos, também coordenadora daquele serviço, acrescentou ser necessário que os jovens “sintam que têm uma missão na paróquia”: a “missão de crescer na paróquia e de fazer com que ela cresça”.

Verifique também

Núcleo de Faro da LIAM celebrou 75 anos de trabalho missionário

O núcleo de Faro da Liga Intensificadora da Ação Missionária (LIAM) celebrou no passado domingo …