Breves
Inicio | DA | Escuteiros algarvios comemoraram o Dia da II Secção em Olhão

Escuteiros algarvios comemoraram o Dia da II Secção em Olhão

Dia_2_seccao_cne_2014 (28)
© Samuel Mendonça

Quase 440 Exploradores e Moços (escuteiros dos 10 aos 14 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo) de 28 agrupamentos algarvios do Corpo Nacional de Escutas (CNE) terminaram ontem as atividades comemorativas do dia da II secção.

A iniciativa, organizada pela Junta Regional do Algarve do CNE, através do Departamento da II Secção, teve início na sexta-feira pela manhã com a montagem do acampamento na Quinta de Marim, em Olhão.

Sob o imaginário do filme “As Crónicas de Nárnia”, os Exploradores e Moços, auxiliados por 94 dirigentes, participaram neste encontro, onde puderam celebrar o patrono mundial do Escutismo – São Jorge – aprender mais sobre o escutismo e desenvolver práticas e métodos de técnica escutista e vida em campo, e criar laços de amizade e partilha entre escuteiros de toda a região.

Recorde-se que São Jorge, anteriormente à reestruturação do programa educativo daquele movimento, era também o patrono de Exploradores e Moços. Atualmente, estes escuteiros passaram a ter como patrono principal São Tiago, mas, no Algarve, a comemoração do Dia da II Secção manteve-se no Dia de São Jorge, uma vez que São Tiago se comemora em julho e nessa altura a maioria dos efetivos dos agrupamentos algarvios estão desmobilizados.

Na sexta-feira à tarde, após montagem de campo e abertura oficial da atividade, os participantes realizaram um jogo de cidade em Olhão, através do qual aprofundaram os seus conhecimentos sobre a cidade cubista.

No sábado efetuaram por patrulhas um raide de ida e volta entre o acampamento e a Fuseta, junto à Ria Formosa, composto por vários postos que incluíam jogos e dinâmicas diversas, tendo o dia terminado com o tradicional fogo de conselho, espaço de partilha, convívio e animação.
A manhã de domingo foi passada no acampamento com a realização de jogos de interação entre os participantes, promovidos por cada agrupamento participante, de acordo com o imaginário daquela atividade.

Após a desmontagem de campo e o almoço, os escuteiros participaram na celebração campal da eucaristia presidida pelo padre Flávio Martins, assistente do agrupamento de Tavira, e a atividade terminou com a avaliação e o momento do adeus.

Verifique também

Vale das Almas acolhe XIII Acampamento Regional do Corpo Nacional de Escutas

Tem início amanhã, dia 3 de setembro, o XIII Acampamento Regional (ACAREG) do Algarve do …