Breves
Inicio | Educação | Escuteiros algarvios comemoraram o Dia da II Secção em Tavira

Escuteiros algarvios comemoraram o Dia da II Secção em Tavira

Dia_2_seccao_cne_2019-2
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Os Exploradores e Moços (escuteiros dos 10 aos 14 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo) dos agrupamentos algarvios do Corpo Nacional de Escutas (CNE), participaram este fim de semana em Tavira nas atividades comemorativas do Dia da II Secção.

Sob o imaginário “Reviver Brownsea”, 390 Exploradores e Moços (auxiliados por 68 dirigentes) de 24 agrupamentos algarvios do CNE, participaram naquela atividade que se realizou no âmbito da celebração do dia de São Jorge e que procurou evocar o primeiro acampamento escutista em 1907.

A iniciativa, organizada pela Junta Regional do Algarve do CNE através da Secretaria Regional Pedagógica da II Secção em colaboração com o Agrupamento 100 de Tavira, teve início no sábado de manhã com a montagem do acampamento nos terrenos anexos à ermida de Nossa Senhora da Saúde, a cerca de 5 quilómetros da cidade.

Após o conselho de guias e timoneiros (responsáveis respetivamente das patrulhas de Exploradores e Moços) e da abertura de campo, os escuteiros realizaram um raide por patrulhas de ida e volta a Tavira com orientação por coordenadas UTM. Composta por dois percursos diferentes, a iniciativa contou com várias atividades distribuídas por vários postos e terminou ao final da tarde com o regresso ao acampamento.

À noite, após o jantar, realizou-se o tradicional Fogo de Conselho, momento de formação e partilha das vivências do dia, convívio e animação.

Ontem de manhã, os escuteiros realizaram um jogo de campo por patrulhas composto por diversas atividades de destreza e a atividade terminou após o almoço com a celebração da eucaristia, presidida pelo padre Nuno da Rocha.

O CNE, fundado em 1932 no Algarve pelo cónego José Augusto Vieira Falé, conta atualmente com 34 agrupamentos num total de quase 2.400 elementos.

Verifique também

Universidade do Algarve isenta do primeiro ano de propinas alunos com média igual ou superior a 17

A Universidade do Algarve vai isentar de propinas os alunos que tiverem terminado o ensino …