Breves
Inicio | Sociedade | Escuteiros têm ajudado Albufeira a recuperar das cheias

Escuteiros têm ajudado Albufeira a recuperar das cheias

Encontro_regional_caminheiros_companheiros_2015 (37)
Foto © Samuel Mendonça

O lema “Sempre alerta para servir” do Corpo Nacional de Escutas (CNE) voltou a ser assumido na última semana, após as inundações que afetaram Albufeira no passado dia 1 deste mês.

Ao longo dos últimos dias, sete agrupamentos do movimento escutista católico, coordenados pelo Agrupamento 714 de Albufeira e articulação com a Proteção Civil e com a Câmara de Albufeira, colaboraram nos trabalhos de limpeza. Os agrupamentos 1293 de Algoz, 1201 da Conceição de Faro, 1052 de Quarteira, 1200 de Quelfes, 1324 da Sé de Faro e 181 de Silves do CNE trabalharam diariamente, das 9h e às 18h para ajudar particulares e comerciantes a limpar as suas casas e estabelecimentos, bem como as ruas para que tornassem transitáveis.

“Foi necessária alguma organização para que pudéssemos ajudar”, explicou o chefe Bruno Ferreira do Agrupamento 714 de Albufeira ao Folha do Domingo. “Falando com a Proteção Civil, pensámos logo em mobilizar reforços de outros agrupamentos através das redes sociais”, sustentou aquele dirigente, explicando que no total se envolveram na ajuda cerca de 60 voluntários, entre escuteiros, familiares, amigos e ex-escuteiros.

“O primeiro dia foi o mais difícil”, relata, lembrando que foi difícil levar ânimo e alegria aos outros quando o desalento afetava a todos. Ao longo da semana participaram nas operações de limpeza mais de 200 pessoas, informou fonte da Câmara de Albufeira.

No sábado, o trabalho de limpeza foi reforçado pela colaboração de cerca de 130 Caminheiros e Companheiros (escuteiros dos 18 aos 22 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo) e 15 dirigentes dos diversos agrupamentos algarvios do CNE no âmbito da realização do encontro regional que teve lugar em Albufeira.

We cannot display this gallery

Verifique também

Menos de um ano depois do início da operação já não há trotinetes no Algarve

Dez meses depois de terem sido anunciadas como uma mais valia para a promoção da …