Pub

© EPA/José Sena Goulão
© EPA/José Sena Goulão

Os Estados Unidos conquistaram ontem pela 10.ª vez a Algarve Cup de futebol feminino, ao derrotarem a França, por 2-0, na final, disputada no Estádio Algarve.

Julie Johnstone colocou as norte-americanas em vantagem, aos sete minutos, e Christen Press fez o 2-0, aos 41, numa partida em que Hope Solo ainda defendeu uma grande penalidade, apontada por Amandine Henry.

Os Estados Unidos conquistaram novamente o torneio, enquanto a França chegou pela primeira vez à final.

A Alemanha, vencedora em 2014, ficou em terceiro lugar na prova ao derrotar ontem a Suécia, por 2-1, num encontro disputado no Estádio Municipal da Bela-Vista, no Parchal.

Portugal evitou o último lugar ao vencer ontem a China, no mesmo estádio, no desempate por pontapés da marca da grande penalidade, por 8-7, após um empate a três no final do tempo regulamentar.

A seleção portuguesa classificou-se na penúltima posição da 22.ª edição do torneio que trouxe a Portugal as cinco primeiras seleções de futebol feminino no ‘ranking’ da FIFA (Alemanha, Estados Unidos, França, Japão, campeão mundial em título, e Suécia), reforçando o estatuto de terceira prova mais importante do calendário internacional, depois do Campeonato do Mundo e do torneio olímpico.

A estreia do Brasil, que participou pela primeira vez na prova, e a presença de nove finalistas do Campeonato do Mundo de 2015 – cujo apuramento Portugal, 42.º posicionado do ‘ranking’, falhou – foram os principais destaques da edição deste ano.

A 22.ª edição da Algarve Cup, que ontem terminou, teve início no dia 4 deste mês, e realizou-se em cinco estádios: Parchal, Albufeira, Vila Real de Santo António, Lagos e Estádio Algarve.

com Lusa

Pub