Pub

As alterações ao Sistema de Progresso do Programa Educativo do Corpo Nacional de Escutas (CNE) que pretendem “facilitar a vida” aos dirigentes do movimento escutista foram apresentadas na última sexta-feira aos membros das equipas de animação no Algarve.

Cerca de 90 chefes (e candidatos) do CNE dos 35 agrupamentos escutistas na região reuniram-se na igreja de São Pedro do Mar, em Quarteira, para ficarem a par das mudanças. As duas principais são o facto de a ferramenta ter passado a basear-se no conceito de um ‘jogo de pista’ e a ter dimensão digital, tendo-se expandido para as plataformas eletrónicas. No encontro explicou-se ainda estar a ser preparada uma aplicação disponível para Android e iOS que vem facilitar ainda mais o trabalho.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O CNE explica que o Sistema de Progresso “procura envolver de forma consciente cada jovem no seu próprio desenvolvimento”, sendo a “principal ferramenta de suporte à progressão pessoal, assentando numa perspetiva personalista, considerando as características individuais de cada um, e baseando-se num conjunto de objetivos educativos”.

O movimento acrescenta que aquela ferramenta permite “atingir os objetivos educativos da secção (adquirir conhecimentos, competências e atitudes), sendo um fator de motivação para a criança ou jovem (ser e fazer melhor)” e “um guia no seu percurso de desenvolvimento, oportunidade de aprofundamento de habilidades próprias e de valorização pessoal ou até mesmo de descoberta vocacional” que “impulsiona o jovem a adquirir hábitos de análise e planeamento da sua vida”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O encontro, promovido pela Junta Regional do Algarve do CNE através da Secretaria Regional Pedagógica, começou com a apresentação das equipas regionais que a compõem, incluindo a Equipa para o Programa Educativo, da qual fazem parte dois Caminheiros e Companheiros (escuteiros dos 18 aos 22 anos, respetivamente dos ramos terrestre e marítimo, pertencentes à IV secção) já eleitos, que se destina a “dar apoio pedagógico a todas as outras equipas”.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Seguiu-se um pequeno quiz sobre o Sistema de Progresso e foram apresentadas pelos secretários regionais pedagógicos as suas ferramentas de observação, os cadernos de pista e as grelhas de observação que geram gráficos.

Em declarações ao Folha do Domingo, João Ramalho e Vanda Brazona destacaram o facto de aquelas ferramentas pedagógicas serem agora “muito mais apelativas” e também a valorização do simbolismo dos “sinais de pista” ao longo de todo o percurso.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O encontro em Quarteira, no qual o chefe regional Luís Cabrita se congratulou com a presença dos restantes dirigentes escutistas para continuar a “missão em benefício do escutismo no Algarve e no país”, prosseguiu com uma breve explicação da dinâmica do próximo Encontro Nacional de Guias e com trabalhos de grupo por secções.

Durante este ano serão ainda realizadas sessões de esclarecimento sobre o Sistema de Progresso em vários pontos do Algarve e o assunto deverá ser também abordado no Comité Regional Pedagógico em setembro.

Pub