Breves
Inicio | Política | José Estevens candidata-se à Câmara de Castro Marim pelo Movimento CM1

José Estevens candidata-se à Câmara de Castro Marim pelo Movimento CM1

O advogado José Estevens é o candidato do Movimento Castro Marim Primeiro (CM1) à Câmara de Castro Marim nas eleições autárquicas de 01 de outubro, “para restabelecer valores e dinâmicas”, foi hoje anunciado.

Em comunicado, José Estevens justifica “o desafio de encabeçar a lista” do CM1 com a necessidade de dar voz ao movimento de cidadãos “não conformados com o modo como se tem vindo a escrever o presente no concelho e a necessidade de continuar a transformação iniciada em 1998”.

José Estevens presidiu à Câmara de Castro Marim durante 16 anos, entre 1998 e 2013, eleito pelas listas do PSD, município ao qual não se pôde candidatar em 2013 por ter atingido o limite de mandatos permitidos por lei.

Face ao impedimento, Estevens liderou a lista social-democrata à Câmara de Tavira, tendo perdido as eleições para o socialista Jorge Botelho.

Em março passado, José Estevens, que retirou a confiança política a Francisco Amaral, atual presidente da Câmara, demitiu-se da comissão política do PSD/Castro Marim e pediu a sua desfiliação do partido, ao discordar da decisão da Comissão Política Nacional do PSD, que aprovou a recandidatura do atual autarca nas eleições de 01 de outubro.

“O afastamento nos últimos quatro anos do caminho traçado e com resultados promissores nos mais diversos âmbitos, a par da inexistência de alternativas criadoras de confiança ou geradoras de esperança num futuro condizente com as legítimas aspirações da comunidade castromarinense, estão na génese deste movimento que me orgulho de liderar”, justificou José Estevens na carta de apresentação da candidatura pelo Movimento CM1.

Concorrem também à Câmara de Castro Marim o atual presidente Francisco Amaral (PSD), a enfermeira e vereadora Célia Brito (PS) e o professor e dirigente do Sindicato dos Professores da Zona Sul Marco Rosa (CDU).

Nas eleições autárquicas de 2013, a lista do PSD liderada por Francisco Amaral conquistou três dos cinco mandatos em disputa, enquanto o PS ficou com os restantes dois vereadores.

Verifique também

Câmara de Loulé faz proposta para limitar urbanismo em zona central de Quarteira

O executivo camarário de Loulé vai propor, na reunião de hoje, a criação de uma …