Breves
Inicio | Igreja | Jovens católicos algarvios realizaram Via-Sacra para melhor viverem esta Quaresma

Jovens católicos algarvios realizaram Via-Sacra para melhor viverem esta Quaresma

Via_sacra_jovem_2019 (39)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Mais de 400 jovens de todo o Algarve, e também adultos que se quiseram associar a eles, participaram no passado sábado à noite, em Silves, na Via-Sacra promovida pelo Setor da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve.

Após a concentração junto às piscinas municipais, o assistente do Setor Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ) introduziu àquele trajeto que consistiu em acompanhar espiritualmente o percurso de Jesus até à morte, sepultura e ressurreição, com momentos de meditação e oração, ao longo de 15 estações, marcados por leituras, cânticos e no final por uma representação da morte de Jesus.

“Queremos que seja uma noite onde chovam muitas graças para a vida de cada um de nós”, desejou o padre Nelson Rodrigues, pedindo a todos que assumissem uma “atitude de silêncio” para que a noite fosse vivida, “pessoalmente” e “comunitariamente”, “com muita tranquilidade, mas sobretudo com espírito de oração”.

O sacerdote explicou que a “noite de oração para todos” seria constituída por três momentos. “Num primeiro momento olhamos para Maria, num segundo para Jesus Cristo e num terceiro recordamos o que aconteceu”, adiantou.

A Via-Sacra, vivida com recurso a parte das meditações do papa Francisco na Via-Sacra da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá, foi assim composta por um primeiro momento do recitação do rosário até à ermida de Nossa Senhora dos Mártires. Chegados ali, os participantes viveram o segundo momento com adoração ao Santíssimo Sacramento com cânticos e orações de louvor.

Dali seguiram em direção à Sé, onde se realizou o terceiro e último momento da Via-Sacra com a representação da morte de Jesus pelo grupo de jovens da paróquia local. “Iremos reviver o momento dramático da nossa história em que um Homem, de uma forma inocente, morre na cruz: o nosso Deus, Jesus Cristo”, tinha anunciado o padre Nelson Rodrigues.

Um dos pontos altos da noite foi mesmo a evocação dos últimos momentos da vida terrena de Jesus com a representação na catedral gótica a começar às escuras. Destaque para a interpretação ao vivo da música ‘Diário de Maria’, de Adriana Arydes, feita por Catarina Neto que representou Maria, Mãe de Jesus.

Verifique também

Igreja do Algarve apresenta Programa Pastoral 2019/2020 em Assembleia Diocesana

O Programa Pastoral da Diocese do Algarve para o ano pastoral 2019/2020, sob o tema …