Pub

Uma delegação da Junta Regional do Algarve do Corpo Nacional de Escutas (CNE) foi no passado domingo a Santarém buscar a ‘Luz da Paz de Belém’, vinda do local atribuído ao nascimento de Jesus.

Comitiva do Corpo Nacional de Escutas que foi buscar a luz à Áustria • Foto © Tobias Reth
A celebração na Áustria com membros do Corpo Nacional de Escutas que foram buscar a luz • Foto © Christian Schnaubelt

A ‘Luz da Paz’ chegou a Portugal, depois de ter sido colhida na Áustria pela Maria Inês, do CNE, para ser partilhada por todas as pessoas que a queiram levar para casa para a manter acesa até à véspera do Natal. A chama foi depois entronizada na igreja de Santa Clara, tendo participado na celebração da eucaristia presidida pelo bispo de Santarém, D. José Traquina que, antes da bênção final procedeu à partilha da luz pelos presentes.

Foto © Manuel Oliveira/Corpo Nacional de Escutas

A delegação algarvia, encabeçada pelo chefe regional do CNE, Luís Cabrita, trouxe depois a luz para o Algarve e no próximo sábado, 21 de dezembro, estará presente na celebração que ocorrerá na paróquia de Ferreiras no âmbito da campanha de Natal “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”.

A ‘Luz da Paz’ chegará também a Faro por outra via. Na próxima sexta-feira, 20 de dezembro, uma delegação de dirigentes dos Agrupamentos 98 de Faro, 1172 de São Luís de Faro, 1201 da Conceição de Faro e 1324 da Sé de Faro do CNE desloca-se novamente à vizinha Diocese de Huelva, em Espanha, para trazer, pelo oitavo ano consecutivo, a chama que chega ali trazida da Áustria por escuteiros espanhóis. A luz, que naquela noite será levada ainda ao mosteiro das Carmelitas Descalças (Carmelo do Patacão), será entronizada no dia seguinte, 21 de dezembro, pelas 21h, na igreja de São Luís de Faro, para uma celebração com distribuição da chama a quem a queira levar para casa.

Por sugestão da comunidade de São Paulo da paróquia de São Pedro de Faro, o Agrupamento 98 do CNE começou em 2011 a ir à Diocese de Huelva buscar a luz. Aquele agrupamento escutista da paróquia de São Pedro estendeu depois o convite a outros do Algarve e, nos últimos anos, é cada vez maior o grupo dos que adere à iniciativa.

A tradição da ‘Luz da Paz de Belém’ foi iniciada há cerca de 25 anos, na Áustria, resultante de uma ação caritativa a favor de crianças portadoras de deficiência e de pessoas carenciadas, promovida pela televisão pública austríaca.

Victoria Kampenhuber, de 11 anos, foi a criança escolhida este ano para ir no passado dia 26 de novembro recolher a luz na igreja da Natividade, em Belém • Foto © ORF
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Desde então, todos os anos uma criança daquele país é convidada a recolher a luz da igreja da Natividade e, a partir de uma celebração ecuménica realizada em Viena, a distribuí-la pela Europa, acompanhada de uma mensagem de paz. Desde 1990 muito difundida pelos escuteiros, a ‘Luz da Paz’ é atualmente recebida em cerca de 35 países.

A ‘Luz da Paz’ é também, há 14 anos, recebida em Albufeira, no âmbito do Acordo de Geminação que a cidade mantém com a sua congénere austríaca de Linz e que representa a aproximação das duas cidades e a solidificação de valores de amizade e solidariedade.

Pub