Pub

Um jantar assinado pelo catalão Joan Roca, chef daquele que é considerado o melhor restaurante do Mundo, é um dos destaques do festival gourmet internacional, que decorre de 07 a 17 de novembro no Algarve.

O hotel Vila Joya – onde existe o restaurante, com o mesmo nome, que há mais tempo detém em Portugal duas estrelas do guia Michelin – volta a organizar o “International Gourmet Festival”, reunindo 37 chefs que, no total, somam mais de 60 estrelas.

Durante 11 noites, a cozinha do Vila Joya acolhe jantares que representam “o melhor da alta cozinha internacional, aliada aos melhores vinhos nacionais e internacionais”, com preços entre os 350 e os 600 euros.

Entre os nomes dos chefs que estarão presentes neste evento, destacam-se Joan Roca (‘El Celler de Can Roca’, Espanha, primeiro da lista dos 50 Melhores Restaurantes do Mundo, da Restaurant Magazine, e três estrelas Michelin), o português Nuno Mendes (‘Viajante’, Londres, uma estrela Michelin) ou Quique Dacosta (‘Quique Dacosta’, Espanha, três estrelas Michelin).

Além de ter jantares “temáticos”, o festival tem uma noite dedicada aos chefe de cozinha de restaurantes que em Portugal foram distinguidos pelo guia Michelin e fecha, como sempre, com o jantar “Koschina & Friends”, em que o chef do Vila Joya convida alguns amigos para prepararem, a muitas mãos, o jantar de encerramento.

Este ano, o festival volta a contar com várias atividades paralelas, como provas especiais de vinhos e azeites, e em diferentes “palcos” – entre os quais a Herdade da Malhadinha Nova, o Conrad Algarve ou o Monte Rei Golf & Country.

O evento é promovido desde 2005 e começou como uma homenagem à fundadora do Vila Joya, Claudia Jung, uma amante de gastronomia.

O Vila Joya abriu em 1982 e tem sido distinguido, nos últimos sete anos, na categoria dos melhores ‘boutique resorts’ do mundo pelos World Travel Awards.

O restaurante de Dieter Koschina, com duas estrelas Michelin, é 37.º na lista dos 50 melhores restaurantes do Mundo.

Pub