Breves
Inicio | Sociedade | Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão entregue a reportagem sobre a festa da Mãe Soberana

Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão entregue a reportagem sobre a festa da Mãe Soberana

Foto © João Cláudio Fernandes

O Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão foi ontem entregue, na sessão de apresentação do Dia Mundial das Comunicações Sociais 2019 que teve lugar no auditório da Rádio Renascença em Lisboa, à reportagem “É como se a Mãe descesse à terra”, da TVI.

Foto © João Cláudio Fernandes

A jornalista Catarina Canelas, autora do trabalho com imagem de João Franco, Tiago Donato e Rodrigo Cortegiano e edição de imagem de João Pedro Ferreira, destacou aquele como “um trabalho de acreditar, mais do que uma grande reportagem”.

Foto © João Cláudio Fernandes
Foto © João Cláudio Fernandes

Neste contexto, referiu que esteve três semanas em Loulé, “para assimilar, ver, sentir a tal grandiosidade que envolve mais do um concelho”, e tentou explicar a “grandeza de um sentimento, de uma emoção, da generosidade”.

“Uma tradição rara e quase não vista em Portugal; Não há dor, mas um ‘viva’ à mãe de Jesus, vivas, palmas, alegrias”, prosseguiu a jornalista que este ano voltou a estar presente na Festa Grande da Mãe Soberana, acrescentando que encontrou assim “uma Igreja feliz” que a “surpreendeu”.

Catarina Canelas foi ainda presenteada com uma fotografia de grande formato da autoria do fotógrafo Luís Henrique da Cruz.

Foto © João Cláudio Fernandes
Foto © João Cláudio Fernandes

Em nome do bispo do Algarve, o diretor do Secretariado das Comunicações Sociais da diocese algarvia, o padre Miguel Neto, agradeceu a reportagem “fundante e fundamental” para a diocese e para Loulé, mostrando “tudo o que representa a vida cristã na diocese, na região”, que também se quer dar a conhecer pelas manifestações “de fé, património e vida cristã em abundância”.

O Prémio de Jornalismo Dom Manuel Falcão é uma iniciativa da Igreja Católica em Portugal, através do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais em parceria com o Grupo Renascença Multimédia, e distingue, em cada ano, um trabalho jornalístico de temática religiosa.

No encontro de apresentação do Dia Mundial das Comunicações Sociais 2019, dinamizado pelo Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, o presidente da Comissão Episcopal da Cultura, dos Bens Culturais e Comunicações Sociais fez votos para que a mensagem do papa para a ocasião “se revista de orientação para a comunicação social”.

O documento tem como título ‘Das ‘Community’ às comunidades’, propondo uma reflexão sobre a atualidade e a natureza das relações que se criam na internet.

D. João Lavrador afirmou que o papa desafia a uma comunicação “verdadeira, edificadora de comunhão e ao serviço da pessoa” e “interpela” os comunicadores a “estabelecerem a relação entre a comunicação na rede e a comunidade”.

A sessão contou também com a distinção, a título honorífico, do jornal “Diário do Minho”, da Arquidiocese de Braga, pelo seu centenário.

A nova diretora do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, Isabel Figueiredo, encerrou o encontro destacando que o futuro, que “todos querem trilhar”, é um “caminho de partilha e comunhão”.

com Ecclesia

Verifique também

Fogo de Messines em fase de rescaldo e circulação na A2 no sentido norte-sul já reabriu

A Autoestrada 2 (A2) foi reaberta no sentido norte-sul em Messines e duas das três …