Pub

O PSD terminaram ontem as suas jornadas parlamentares, que decorreram desde terça-feira em Albufeira (Faro), com o compromisso de apresentar em breve na Assembleia da República um pacote legislativo sobre o Algarve.

Em declarações aos jornalistas, o deputado Cristóvão Norte, eleito por Faro, explicou que serão apresentados oito projetos de resolução sobre matérias tão diferentes como o hospital de Faro, a requalificação da estrada nacional 125, a ligação ferroviária ao aeroporto de Faro ou o porto de cruzeiros de Portimão.

De acordo com o deputado, estes projetos estão relacionados com o conjunto de 16 visitas que os sociais-democratas efetuaram na segunda-feira a vários concelhos do distrito e versam sobre “um conjunto de preocupações muito relevantes” dos algarvios.

No caso da saúde, os deputados sociais-democratas recomendam ao Governo que volte a colocar a construção do Hospital Central do Algarve entre as suas prioridades, conforme estabelecido em estudos de 2006, em que ficou colocado em segundo lugar.

Já na área da mobilidade, o PSD pretende que o Governo concretize a requalificação da Estrada Nacional 125 no troço Olhão/Vila Real de Santo António e que, sempre que as obras acarretem “constrangimentos imploráveis”, proceda à suspensão da cobrança de portagens na A22 nos troços correspondentes.

Os sociais-democratas recomendam ainda ao Governo que reavalie as prioridades estabelecidas pelo atual Governo ao nível das infraestruturas ferroviárias, voltando a incluir a ferrovia ao Aeroporto de Faro no conjunto das obras a iniciar nos próximos anos.

Sobre o Porto de Portimão, o PSD defende a realização de obras de requalificação que podem permitir “triplicar a capacidade” desta estrutura, já que atualmente 90% do mercado de cruzeiros fica fora deste porto devido às suas condições estruturais.

Na área cultural, o PSD recomenda ao Governo que sejam criadas condições adequadas à visitação da Fortaleza de Sagres, que tem tido um número crescente de visitantes.

O pacote legislativo completa-se com resoluções na área dos bivalves – pedindo-se, por exemplo, condições para que os exames laboratoriais às biotoxinas sejam feitos no Algarve -, do sistema de regadio e outro relativo à Costa Vicentina, para a qual se pede o processo de recondução do Plano de Ordenamento do Parque Natural.

Sob o lema “Determinação”, o segundo e último dia das jornadas do PSD realizou-se ontem com um painel sobre a reforma do sistema político, uma área que o partido já definiu como prioritária, tendo como oradores os professores universitários Manuel Meirinho (ex-deputado do PSD) e Rui Oliveira e Costa.

Os trabalhos prosseguiram, à tarde, com um debate intitulado “Portugal a crescer a partir das autarquias”.

Neste segundo painel foram oradores três presidentes de Câmara do PSD: Paulo Cunha (Famalicão), Paulo Batista Santos (Batalha) e Rui Miguel André (Monchique), apresentados como “três exemplos de boa governação”.

com Lusa

Pub