Inicio | Educação | Quase mil escuteiros algarvios participam no ACANAC

Quase mil escuteiros algarvios participam no ACANAC

Foto © Agência Ecclesia

Quase 1.000 escuteiros algarvios já estão a participar no 23º ACANAC, o acampamento nacional do Corpo Nacional de Escutas (CNE) que se prolonga até dia 6 de agosto no Campo Nacional de Atividades Escutistas (CNAE), em Idanha-a-Nova.

Acompanhados dos dirigentes de cada agrupamento e do assistente regional do CNE, o padre Nelson Rodrigues, que também já se encontra em Idanha-a-Nova, quase todos foram chegando ontem, apesar de a atividade só começar oficialmente hoje, mas, segundo apurou Folha do Domingo, houve também agrupamentos algarvios que, por terem deixado a inscrição para mais tarde, já não conseguiram participar devido ao limite de participantes imposto pela organização que acabou por não aceitar mais de 22.000.

Além deste total de participantes (que inclui 3.800 adultos voluntários), os números do acampamento nacional dos escuteiros incluem 4.000 tendas, 32.000 estacas, 400 autocarros, 320 canoas, 5.000 coletes de salvação, dois supermercados e dois restaurantes com serviço para 3.000 e 3.500 pessoas diariamente.

O espaço conta com uma arena para 25.000 pessoas e vai acolher 300 workshops ao longo desta, com a participação de 185 escuteiros estrangeiros, vindos de nove países.

Através de workshops, jogos, celebrações, missões e convívio, os escuteiros vão ser desafiados a ‘Abraçar o Futuro’, o tema do ACANAC que parte dos apelos do papa Francisco na encíclica ‘Laudato Sí’, em defesa da “Casa Comum”. “A proposta é que cada um seja capaz, numa atitude própria do jovem, própria da criança, na sua ação quotidiana e diária estar mais empenhado com a construção de um mundo mais feliz, mais alegre, uma comunidade mais sustentável, amiga do ambiente”, disse o chefe nacional do CNE à Agência Ecclesia.

Ivo Faria realça que o tema do ACANAC pretende levar os escuteiros a estarem “comprometidos com o amanhã” e serem “socialmente mais responsáveis”. O responsável nacional comenta que esta é “a maior atividade que alguma vez” realizada em Portugal em acampamento. “É desafiante: a organização do acampamento, que começou a trabalhar no ano passado, está dividida por áreas de trabalho, quer nos aspetos mais logísticos e de suporte, quer também na parte mais importante que é a animação”, desenvolve Ivo Faria.

Hoje, a partir das 17h00, o presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, vai visitar o ACANAC e do programa destaca-se também a tertúlia entre o secretário de Estado da Educação, João Costa, e o presidente do Comité Mundial do Movimento Escutista, o português João Armando Gonçalves, pelas 21h30 de 3 de agosto.

Entre as várias personalidades eclesiásticas que vão visitar o ACANAC inclui-se o presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, D. Joaquim Mendes.

O penúltimo dia de acampamento nacional, 5 de agosto, é o Dia de Eucaristia com celebrações em cada secção e às 22h00 começa a festa de encerramento.

A nova capela do CNAE, denominada capela de Nossa Senhora de Fátima, vai receber a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima que ali vai permanecer durante todo o acampamento. Hoje, às 21h30, está prevista uma celebração de abertura do campo com a presença do padre José Nuno Silva, capelão e responsável pela pastoral jovem do Santuário de Fátima. “É a primeira vez que a Imagem da Virgem Peregrina de Fátima se desloca a um acampamento nacional de escuteiros e para a transportar os escuteiros construíram um andor de troncos de madeira entrelaçados com cordas”, adianta o Santuário de Fátima.

Atualmente, o maior movimento escutista em Portugal é composto no Algarve por cerca de cerca de 2.410 elementos (cerca de 600 Lobitos, 600 Exploradores/Moços, 500 Pioneiros/Marinheiros, 250 Caminheiros/Companheiros e 397 dirigentes) de 33 agrupamentos (mais um em formação).

com Ecclesia

Verifique também

Colégio de Nossa Senhora do Alto iniciou ano letivo com peregrinação ao Santuário de Fátima

O Colégio de Nossa Senhora do Alto, em Faro, quis iniciar o presente ano letivo …