Pub

Rogerio_bacalhauO presidente da Câmara de Faro manifestou a esperança de que o concurso para construção do novo porto de recreio da cidade seja lançado até final de 2015, uma década após a aprovação do Estudo de Impacte Ambiental.

Na última semana, foi publicado o anúncio do concurso público para a elaboração do projeto de execução do novo porto, previsto para o lado exterior da atual doca, que tem 501 postos de amarração, mas cujo acesso é condicionado pelo facto de as embarcações terem de passar por debaixo de uma ponte do caminho-de-ferro.

Em declarações à agência Lusa, Rogério Bacalhau (PSD) adiantou que a empresa, ou consórcio, que ganhar o concurso ficará responsável pela construção e exploração do novo porto, com capacidade para 275 embarcações, mas também pela manutenção do atual, que agora está concessionado ao Ginásio Clube Naval de Faro.

Nesta fase, e a partir de 13 de março, data em que termina a entrega de propostas, serão analisados os projetos de execução do novo porto, sendo depois necessário lançar novo concurso público para a construção e exploração do porto.

O novo porto de recreio ocupará uma área molhada de seis hectares e uma área terrestre de 2,9 hectares, estando ainda previstos novos equipamentos de apoio às duas docas.

A necessidade e intenção de cativar investidores privados para a construção de um novo porto em Faro é antiga, tendo o processo atravessado vários mandatos na autarquia.

O Estudo de Impacte Ambiental está aprovado desde dezembro de 2005, altura em que o socialista José Apolinário liderava a autarquia, mas já tinha sido chumbado por duas vezes (o primeiro chumbo foi aconteceu em 2000).

O PSD, através de José Vitorino, que nessa altura estava na oposição, defendia que o novo porto deveria localizar-se entre o bairro da Horta da Areia e o cais comercial, por ser uma zona com melhores acessos e próxima a um parque de estacionamento com 900 lugares gratuitos.

O procedimento de aquisição de serviços agora em curso, promovido pela Docapesca, cuja preparação contou com a colaboração da Câmara Municipal de Faro, tem um valor base de 97 mil euros.

As peças do concurso estão disponíveis para consulta nas instalações da Docapesca e o prazo para apresentação das propostas termina às 18:00 do dia 13 de março.

Pub